Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

As escolas, os centros internatos e lares de estudantes da província de Manica deverão produzir comida para a diversificação da sua dieta alimentar, promover a sua auto-suficiência e, desta forma, reduzir a dependência do Orçamento do Estado e o défice de alimentos, que se verifica em alguns estabelecimentos do sector.

Esta necessidade foi destacada pelo governador provincial, Manuel Rodrigues, no decorrer dos trabalhos do IV Conselho Coordenador da Educação e Desenvolvimento Humano que ontem terminou na cidade de Chimoio.

No encontro, Manuel Rodrigues desafiou os gestores dos estabelecimentos de ensino a melhorarem as condições das infra-estruturas do sector a todos os níveis, para que estas possam ter maior longevidade e sirvam de exemplo às novas gerações, criando impressão positiva nos seus utentes. 

Para o governador de Manica, a aparência física da escola e da direcção distrital e provincial de Educação fazem parte da imagem do gestor, pois, segundo afirmou, um estabelecimento de ensino bem cuidado, limpo, agradável e acolhedor constitui a primeira impressão positiva dos respectivos utentes.

O encontro, que decorreu sob o lema “Por uma Educação Inclusiva, Competitiva e de Qualidade”, discutiu e reflectiu sobre as melhores alternativas a serem adoptadas e que garantam o bom funcionamento das instituições educativas, em benefício dos cidadãos, em geral, e dos alunos, em particular.

Intervindo ainda no encontro, Manuel Rodrigues assinalou o facto de, nos últimos anos, a província de Manica ter registado um crescimento assinalável do sector como resultado de um conjunto de acções que o executivo local tem vindo a desenvolver, nomeadamente, na construção de novas salas de aulas e seu apetrechamento, bem assim a distribuição gratuita do livro escolar.

A título de exemplo, disse que, do ano passado a este, a província registou um crescimento de 1,2 por cento ao sair de 888 escolas para 899. Referiu que, em relação aos efectivos escolares, estes cresceram, durante o mesmo período, em 7.7 por cento ao se matricularem 586.748 alunos contra 544.786 do ano transacto.

Por isso, apelou ao sector da Educação para redobrar esforços com vista a manter o crescimento quantitativo e qualitativo, através do acompanhamento, monitoria e supervisão permanentes a todos os níveis, desde a escola, passando pelas zonas de influência pedagógica, distrito e província.

Neste contexto, chamou a atenção sobre a necessidade de uma articulação constante entre os diversos intervenientes do processo educativo, através da comunicação ascendente e horizontal, para evitar que, dada a crise financeira que assola o mundo e o país, o trabalho de supervisão e monitoria pare.

VICTOR MACHIRICA

Comments

O governo distrital de Inharrime conseguiu mobilizar pouco mais de 15 milhões de dólares norte-americanos para o investimento em diversos projectos de desenvolvimento daquele ponto da província de Inhambane.

A mobilização daquele montante ocorreu na última sexta-feira no decorrer do primeiro fórum distrital, encontro durante o qual os diversos operadores económicos presentes apreciaram as diversas oportunidades de negócio oferecidas.

No encontro, que decorreu sob o lema “Inharrime, Centro de Oportunidades de Investimentos para o Desenvolvimento das Comunidades”, os homens de negócios, que marcaram presença considerável, escolheram projectos arrolados pelo governo distrital nas áreas de agro-processamento, aquacultura, criação do gado bovino, turismo e imobiliária, sendo esta última que vai receber 12 dos pouco mais de 15 milhões de dólares norte-americanos prometidos.

Com este evento, o governo distrital de Inharrime pretende recuperar o seu estatuto de centro de produção agro-pecuário e encontrar formas de garantir o escoamento dos excedentes agrícolas para os centros de comercialização, sobretudo através da reposição da linha férrea Inharrime/Inhambane.

Falando no encontro, o governador de Inhambane, Daniel Chapo, reconheceu haver muitos desafios por parte do executivo, sobretudo na criação de condições das infra-estruturas que possam servir melhor os investidores.

Dirigindo-se particularmente aos potenciais investidores presentes no encontro, o governador de Inhambane encorajou-os a olharem os desafios colocados pelo governo distrital, como oportunidades de negócios, que podem catapultar Inharrime para um desenvolvimento sustentável.

“O papel do governo é desenhar políticas que facilitem cada vez mais o sector privado a fazer o desenvolvimento do país, em geral, e da província de Inhambane e do distrito de Inharrime, em particular”, disse Daniel Chapo, para quem cabe aos operadores económicos aproveitar a carteira de projectos apresentados pelo executivo distrital.

Entretanto, o administrador distrital, Lucas Simbine, mostrou-se satisfeito com os resultados obtidos no encontro, pois, segundo afirmou, grande parte dos projectos apresentados receberam promessas de investimento.

Comments

DEVERÃO arrancar, no próximo mês, com o lançamento da primeira pedra, as obras de construção do aeroporto de Gaza, depois que, no passado dia 25 de Setembro, se apurou o respectivo empreiteiro.

O facto foi dado a conhecer, semana passada, pelo director nacional de Estudos e Projectos no Ministério dos Transportes e Comunicações, Ambrósio Sitoe, no decurso da 17.ª sessão do governo provincial de Gaza.

O apuramento do empreiteiro e a execução das obras foram antecedidos pela realização do estudo de viabilidade do empreendimento, cujo trabalho foi  concluído em Setembro do ano passado, bem assim da escolha da empresa chinesa China Aviation International Constructionald Investiment (AVIC) para a elaboração do desenho do projecto.

Ambrósio Sitoe explicou que, concluído este processo, o Governo chinês procedeu, em Agosto último, ao lançamento do concurso da empreitada cujo investimento está avaliado em 75.070.268,00 dólares norte-americanos.

Para a viabilização deste projecto coube ao Governo moçambicano a criação de uma equipa multidisciplinar constituída por 10 direcções provinciais e ainda do governo distrital de Chongoene para fazer o levantamento de dados socioeconómicos, cujo trabalho já está em 98 por cento da sua execução, facto que permitiu a obtenção do valor indicativo para o reassentamento.

Este todo processo, que inclui o estudo do impacto social e ambiental, reassentamento, fornecimento de energia, das linhas telefónicas entre outros serviços, custará, aos cofres do Governo moçambicano um valor total de 4.502.053,00 dólares norte-americanos.

Refira-se que, o aeroporto que irá ocupar uma área de 117 hectares, será erguido no distrito de Chongoene, na localidade de Nhancutse, povoado de Kwapeni, a uma distância de 1.8 quilómetros da Estrada 208, que parte de Chongoene, na EN1, à cidade de Chibuto e a cerca de 18 quilómetros do centro da capital provincial de Gaza, Xai-Xai.

De referir que já foi identificado o local para o reassentamento de quatro famílias abrangidas pelo projecto, que é a zona entre as localidades de Nhancutse e Bungane.

Entretanto, existem 124 campas a serem exumadas, facto que sugere a criação de um cemitério estatal na zona do reassentamento das famílias abrangidas pela construção do aeroporto.

 

Comments

Uma nova fábrica de cimento deverá entrar em funcionamento, ainda no decurso do presente ano, no distrito de Macomia, na província de Cabo Delgado.

Com capacidade para produzir cerca de um milhão de toneladas de cimento, por ano, as obras da sua construção estão avaliadas em 120 milhões de dólares americanos, capitais de empresários nacionais com um estrangeiro.

No entanto, o governador provincial, Júlio Parruque, que revelou os factos, não identificou os referidos empresários e nem falou dos impactos sociais decorrentes da construção e entrada em funcionamento da referida fábrica. Contudo, em Abril último, quando da sua visita de trabalho a este distrito, o Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, assinalou que a implantação do empreendimento vai implicar a reabilitação da estrada Macomia-sede/Mucojo, na aldeia Napala.

Falando, na semana passada, aos membros da Assembleia Provincial durante a VII sessão ordinária daquele órgão, Júlio Parruque disse que a entrada em funcionamento de mais uma unidade de produção de cimento poderá melhorar a oferta e o custo daquele material de construção.

Com efeito, com a inauguração da fábrica de Macomia, Cabo Delgado passará a produzir, anualmente, 1.250 mil toneladas de cimento de construção, 250 mil das quais pela unidade actualmente em funcionamento, localizada no distrito de Metuge, a qual foi inaugurada pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, em Outubro de 2016.

O calcário usado na fábrica de Metuge e que vai ser também na de Macomia, provém de algumas regiões do Parque Nacional das Quirimbas (PNQ), uma área de conservação declarada, recentemente, pela UNESCO, Reserva de Biosfera.

A VII sessão da AP que ontem terminou, analisou e debateu o balanço do Plano Económico e Social (PES) e Execução do Orçamento da província referentes ao 1º semestre do ano em curso, do Projecto do Plano Económico e Social e Orçamento do Governo para 2019, apresentação da Proposta do Plano de Actividades e Orçamento do órgão referente ao próximo ano e a proposta de calendário das sessões.

ASSANE ISSA

Comments

O Banco Mundial (BIRD) vai investir, a partir do próximo ano, mais de 50 milhões de dólares norte-americanos, na reabilitação de 31 regadios em quatro províncias do centro e norte do país.

A reabilitação das referidas infra-estruturas visa explorar o potencial de quatro mil hectares de terra e, desta forma, incrementar a produção do arroz e complementar os esforços internos de produzir aquele cereal, reduzindo a dependência das importações.

O anúncio da disponibilização do financiamento foi feito, há dias, pelo gestor do Programa de Agricultura do BIRD, em Moçambique, Aniceto Bila, que explicou que, só na região centro do país, que compreende as províncias da Zambézia, Manica e Sofala, serão cobertos pelo projecto mais de três mil hectares.

Nas províncias abrangidas pelo projecto de reabilitação dos sistemas de irrigação, de acordo com a fonte, serão beneficiadas seis mil famílias, o correspondente a 30 mil produtores.

Abordado pelo “Notícias”, no distrito de Mopeia, onde uma missão do BIRD esteve a fazer a avaliação dos outros programas de financiamento agrário, Aniceto Bila disse que os investimentos feitos pelo Projecto de Irrigação de Pequena Escala (PRORIRI) estão a contribuir para o incremento dos níveis de produção do arroz.

O BIRD desembolsou, em 2011, 70 milhões de dólares norte-americanos para desenvolver um programa de reabilitação de regadios nas províncias da Zambézia, Sofala e Manica.

Para além deste financiamento, o governo japonês disponibilizou 14 milhões de dólares norte-americanos para reforçar o programa de produção do arroz no Vale do Zambeze. O programa termina este ano e o financiador esteve, recentemente, a avaliar o impacto do investimento.

O programa, para além de reabilitar os regadios, principalmente o perímetro de irrigação, compreendeu a formação dos produtores na transferência de tecnologias, extensão de linha de transporte de energia eléctrica, colocação de motobombas e melhoramento das vias de acesso nas três províncias da região centro do país.

Na província da Zambézia, o programa foi desenvolvido nos distritos de Mopeia e Nicoadala. Da avaliação feita no primeiro distrito, os resultados são bastante animadores e o mesmo já não acontece em relação ao de Nicoadala, uma vez que o primeiro empreiteiro abandonou as obras, tendo sido contratado um segundo que, neste momento, está no terreno.

A nossa Reportagem conversou com António Bernardo, presidente da Associação Agrícola da Paz, em Mopeia, que afirmou que os níveis de produção saíram de 200 para 600 toneladas por ano, como resultado deste investimento do Banco Mundial.

AZARA CHIMBWA

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction