Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

 MINISTÉRIO da Indústria e Comércio instou há dias, na Beira, as empresas de processamento de alimentos como milho, trigo, óleo alimentar, açúcar e sal a fortificarem os seus produtos com vitaminas e minerais como forma de assegurar uma dieta saudável para a população.

O Comité Nacional para a Fortificação de Alimentos (CONFAN), órgão adstrito ao Ministério da Indústria e Comércio, informou, numa recente reunião na cidade da Beira, aos representantes daquelas empresas que esta é a forma encontrada pelo Governo, para o combate à desnutrição crónica no nosso país, que se situa em 43 por cento.

A coordenadora do Programa Nacional de Fortificação, Eduarda Mungoi, disse que as empresas de processamento de produtos alimentares de consumo massivo estão a colaborar e encorajou as outras a aderirem ao projecto que conta com uma regulamentação específica.

Mungoi referiu que mesmo antes de se proceder à regulamentação da fortificação de alimentos processados, algumas firmas já tinham aderido de forma voluntária ao programa.

“Este é o primeiro contacto para a divulgação da necessidade da fortificação de alimentos de consumo massivo. Entendemos que há muito espaço para partilharmos esta informação para surtir os efeitos desejados, que é resolver o problema da desnutrição crónica”, explicou.

Em Moçambique os dados do último Inquérito Demográfico e de Saúde revelam que 43 por cento das crianças, menores de cinco anos de idade, apresentam desnutrição crónica o que causa um grave atraso no crescimento.

Para Eduarda Mungoi, há uma necessidade urgente de a estratégia de comunicação ser efectiva e de alcançar a todos.

Em muitos pontos do nosso país, conforme explicou a nossa interlocutora, a maioria dos empresários não tinha conhecimento sobre a matéria.

“Agora é nossa tarefa informar a todos sobre a necessidade de fortificarem os alimentos”, defendeu para depois acrescentar que o Governo tem estado a incentivar estas práticas com várias acções entre as quais a isenção de taxas na importação de equipamentos pelas indústrias sendo que na fase piloto deste projecto houve empresas que receberam subsídios para a fortificação dos produtos.

Mungoi assegurou que as vitaminas e minerais que o Governo pretende que sejam adicionadas nos alimentos são componentes essenciais de uma dieta saudável e que auxiliam na protecção contra doenças e morte prematura, garantido o desenvolvimento físico e mental, sobretudo das crianças.

Rodrigues Luís

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction