Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

UM total de quatro mil alunos da 5ª e 7ª classes do distrito de Marínguè, província de Sofala, estão privados dos exames referentes à primeira época do presente ano lectivo que iniciaram ontem à escala nacional em virtude da situação político-militar que se verifica naquela região.

Segundo o Ministro da Educação, Augusto Jone, este número também inclui alguns alunos de certas escolas primárias situadas no corredor do posto administrativo de Muxúngùe, no distrito de Chibabava, igualmente afectados pela tensão.

Contudo, o ministro do sector, que falava sábado na Beira, garantiu à Reportagem da nossa Delegação da Beira que logo que existirem condições, nomeadamente a cessação da tensão político-militar, todos os alunos naquela situação serão examinados.

O ministro da Educação revelou igualmente que apenas 28 alunos dos 760 da 10ª e 12ª classes do distrito de Marínguè é que conseguiram realizar os exames na cidade da Beira, enquanto os restantes ainda aguardam pela oportunidade para o efeito devido à situação já mencionada.

O governante explicou ainda na ocasião que os exames referentes à primeira época da 10ª e 12ª classes, que envolveram 1500 mil alunos, decorreram de forma ordeira e não houve situações adversas que influenciassem nos resultados, esperando-se, segundo Jone, que a mesma situação se verifique agora para a 5ª e 7ª classes.

Para o ministro, o sucesso verificado nos exames anteriores deveu-se em larga medida à colaboração dos pais e encarregados de educação na organização dos seus educandos, nomeadamente no cumprimento dos horários bem como na observação das regras instituídas para os testes.

António Janeiro

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction