Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

MOÇAMBIQUE alcançou progressos na formação de profissionais de saúde na especialidade de cirurgia, facto que está por detrás do incremento do atendimento nesta área.

O facto foi revelado ontem, em Maputo, pela ministra da Saúde, Nazira Abdula, na abertura da 18.ª Reunião anual da COSECSA (College of Surgeons of East, Central and Southern Africa).

No evento, foi conferido o título de “Fellow” pela COSECSA a seis cirurgiões, após terem sido aprovados no exame a que foram submetidos, de um grupo de 180 cirurgiões de vários países africanos.

Os seis cirurgiões juntam-se aos 12 profissionais que Moçambique já tinha com o grau conferido pela COSECSA.

Esta é a segunda vez que Moçambique acolhe um evento do género, que reúne especialistas, cientistas e estudantes em pós-graduação em cirurgia, para partilhar boas práticas internacionais na área, tendo em vista fortalecer os cuidados cirúrgicos, obedecendo a padrões internacionais.

A COSECSA é um colégio de cirurgiões de 10 países, nomeadamente Moçambique, Etiópia, Quénia, Malawi, Ruanda, Tanzania, Uganda, Zâmbia, Zimbabwe e Burundi, cujo objectivo é oferecer cuidados de cirurgia de qualidade e padronizados nos países-membros, através do treino e acreditação de cirurgiões.

Abdula presidiu ainda ontem a inauguração de uma unidade móvel de formação e treinamento em cirurgia.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction