Imprimir
Categoria: Nacional
Visualizações: 3619

Malfeitores ainda a monte, trajados de uniforme da empresa pública Electricidade de Moçambique (EDM), desmontaram dois Postos de Transformação (PTs) e apoderaram-se de vários componentes electrónicos, incluindo candeeiros, no Centro de Reassentamento de Cateme, no distrito de Moatize, província de Tete.

Como consequência dos desmandos, algumas ruas e casas ficaram privadas de energia eléctrica, uma situação que durante a noite favorece a prática de crimes, particularmente assaltos e roubo de motorizadas.

O presidente da Comissão de Reassentamento de Cateme, Daniel Dzimba, confirmou ontem, o infortúnio, ocorrido há dias, e que condicionou também o funcionamento do sistema de abastecimento de água. 

“Chegaram pessoas com uniforme da EDM e começaram a desmontar os PTs e depois os candeeiros. Estávamos a pensar que vinham efectuar algumas reparações, mas apercebemo-nos mais tarde que eram ladrões. A empresa já confirmou que não eram seus trabalhadores”, explicou Dzimba, citado pela AIM.

“Já não temos água porque os PTs foram desmontados. O índice de criminalidade está a aumentar. As pessoas já não podem andar à noite. Arrancam motorizadas, há um cidadão que perdeu a vista, porque foi agredido”, disse.

O presidente da Comissão de Reassentamento de Cateme afirmou que o caso já foi reportado à Polícia da República de Moçambique (PRM).

Recentemente, desconhecidos derrubaram, com uma motosserra, quatro postes de energia, ainda em fase de instalação, de uma linha que alimentará o distrito de Doa, a partir de Moatize.

Não foi possível ouvir a porta-voz da PRM, em Tete, Lurdes Ferreira, sobre o assunto, que inquieta os cidadãos.