Imprimir
Categoria: Nacional
Visualizações: 617

O padre C. Herinque Xivite, da Igreja Católica em Xai-Xai, província de Gaza, está suspenso de realizar actividades religiosas,  na sequência de uma denúncia de envolvimento num caso de abuso sexual continuado de uma menor, ocorrido entre os anos de 2015 e 2018.

Segundo um documento da diocese de Xai-Xai, a denúncia indica que, em consequência do facto, a jovem vítima de abuso sexual, actualmente com 19 anos de idade, encontra-se  grávida.

O decreto, assinado pelo bispo Lúcio Muandula, considera a infracção cometida pelo ex-sacerdote como grave e contra as normas da Igreja Católica, sendo por isso, consequentemente, proibido de exercer qualquer actividade religiosa, até ao desfecho do processo.

Os abusos sexuais cometidos por padres em vários partes do mundo têm vindo a ser condenados, igualmente, pelo líder máximo desta congregação religiosa, o Papa Francisco.