Imprimir
Categoria: Nacional
Visualizações: 741

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve no fim-de-semana um cidadão acusado de ter agredido fisicamente, até à morte, a sua própria esposa, na cidade de Chimoio, província de Manica.

Trata-se de Charles Vicente, de 31 anos de idade, residente no bairro 1º de Maio, Soalpo, que violentou a esposa, Cacilda Tondi, de nacionalidade zimbabweana.  

A rixa que culminou em tragédia foi originada por ciúmes, por parte do marido. Charles Vicente partiu para a agressão, tendo causado lesões graves na esposa que, de imediato, perdeu a vida.

Em contacto com jornalistas, ontem, em Chimoio, a PRM, através do seu porta-voz, Mateus Mindú, explicou que informações preliminares indicam que Cacilda Tondi perdeu a vida vítima de agressão física.

“Até agora sabemos que a morte foi causada por agressão física, em resultado de uma discussão entre o casal. Neste momento o marido está detido para procedimentos criminais. Enquanto isso, também decorrem investigações para aferir as reais causas da morte, porque o marido nega ter agredido a esposa, alegando que ela perdeu a vida porque era hipertensa”, disse o porta-voz, citado pela AIM.

No balanço das ocorrências que marcaram o fim-de-semana, Mindú disse que para além do cidadão que tirou a vida à esposa, a PRM registou outros dois casos criminais.
Com efeito, no distrito de Sussundenga está detida uma cidadã que tentou matar o seu próprio filho.

Trata-se de Georgina Jorge, de 26 anos, mãe de outras três crianças, que depois do parto embrulhou o bebé com uma capulana e deitou-o numa latrina. A criança foi socorrida pelos vizinhos que se aperceberam da tentativa de infanticídio.

Ela disse, falando à Rádio Moçambique, que não teve intenção de matar o filho e atirá-lo para a latrina, contando que o bebé nasceu numa altura em que foi à latrina fazer necessidades maiores.

Mindú disse ainda que, no mesmo período, a polícia deteve, no distrito de Macossa, um caçador furtivo e confiscou duas armadilhas de fabrico caseiro e um animal morto, supostamente abatido ilegalmente na coutada 9, no mesmo distrito.

Mateus Mundú referiu, ainda, que durante as últimas 48 horas foi notificado um acidente de viação que resultou em danos materiais em duas viaturas. O sinistro foi do tipo choque entre carros e ocorreu na Estrada Nacional número 7, no distrito de Báruè.