Imprimir
Categoria: Nacional
Visualizações: 459

O sector da Saúde na província de Nampula indica que nas primeiras duas semanas do corrente ano registou uma redução em 27 por cento do número de pessoas que procuraram unidades sanitárias acometidas de doenças de origem hídrica.
“Quer dizer que nas duas primeiras semanas de Janeiro de 2018 foram às nossas unidades sanitárias cerca de duas mil pessoas e, em 2019, no mesmo período tivemos cerca de 1379 pessoas”, disse o chefe do departamento de Saúde Pública na Direcção Provincial de Saúde de Nampula, Américo Barata, citado pela AIM.
A redução, segundo Barata, resulta da mudança da estratégia comunicacional adoptada pelo sector junto às comunidades.
“Nestas primeiras semanas do ano de 2019, na vasta rede das nossas unidades sanitárias verificamos uma redução considerável do número de pessoas que procuraram por serviços de saúde, em cerca de 27 por cento. A colocação na linha da frente para a divulgação de mensagens-chave sobre prevenção e promoção de higiene individual e colectiva nas lideranças e comités comunitários de saúde foram os responsáveis pela actual situação”', disse.
A fonte fez igualmente uma comparação entre 2017 e 2019 para confirmar esta tendência decrescente de casos.
“Estamos a falar de cerca de 62 mil pessoas que tiveram doenças diarreicas em 2018 e, se compararmos com o ano anterior, encontramos que o número foi de cerca de 75 mil. Podemos dizer que houve ganhos na comunicação e promoção da saúde”, afirmou.