As autoridades de Cabo Delgado estão a preparar-se para apoiar a população e a recolher alimentos, devido à aproximação de uma tempestade tropical que poderá atingir a região nos próximos dias.

“Face à situação, o governo de Cabo Delgado orientou os administradores para permanecer nos seus respectivos distritos e, juntos dos governos distritais, fazer o acompanhamento do fenómeno, orientando a população para o abandono das zonas ribeirinhas e áreas de risco”, disse o governador da província, Júlio Parruque, durante um evento naquela província.

Além destas orientações, as autoridades já estão a organizar mantimentos para fazer face à situação nos distritos que poderão ser afectados.

A tempestade tropical, que se está a formar no Oceano Índico, poderá atingir nos próximos dias o norte de Moçambique, alertou ontem o Instituto de Meteorologia do país, em comunicado.

“Formou-se um sistema de baixas pressões a norte de Madagáscar e as projecções indicam que poderá atravessar o Canal de Moçambique a partir de terça-feira”, lê-se no comunicado.

A depressão atmosférica poderá chegar à fase de “tempestade tropical severa ao aproximar-se da costa norte de Moçambique, nos próximos dias, afectando a região norte de Cabo Delgado e o sul da Tanzania”, segundo o mesmo instituto.

Comments

O Hospital Provincial de Chimoio, na província de Manica, diagnosticou no primeiro trimestre do corrente ano cerca de oito mil casos de diarreias, que resultaram num morto.

O número de pacientes representa um incremento de 490 casos, cifra que corresponde a um aumento de 6,5 por cento, quando comparado com igual período do ano passado. A situação exige um maior esforço por parte do sector de saúde para reverter o actual quadro considerado preocupante, a avaliar pelo aumento do número de casos notificados.
As diarreias tendem a aumentar na província, em particular na cidade de Chimoio, capital provincial. As medidas de higiene individual e colectiva continuam a ser a melhor forma de prevenção, daí que o sector da saúde tem estado a intensificar as campanhas de sensibilização no seio das comunidades sobre o perigo da doença, disse ontem o chefe do Departamento de Saúde Pública na Direcção Provincial de Saúde, em Manica, Xavier Isidoro, citado pela AIM.
As campanhas de prevenção decorreram em escolas, mercados, igrejas e outros lugares públicos, tendo sido transmitidas mensagens sobre a doença, sobretudo nesta época chuvosa.
No Inchope foram montadas brigadas para desinfecção de viaturas e lavagem das mãos para evitar o alastramento da cólera e doenças diarreicas.
“Os técnicos trabalham nos bairros para reverter este quadro, porque só em Chimoio tivemos aumento de casos de diarreias. Estamos a falar de mais de oito mil entradas.

A campanha também é extensiva aos bairros de reassentamento da população vítima do ciclone tropical Idai no distrito de Sussundenga.
A fonte referiu que nestes bairros as famílias estão a beneficiar de serviços básicos de saúde, como vacinação, triagem nutricional, suplementação da vitamina A, desparasitação e consultas,  além da triagem de diarreias, malária e outras doenças.

Comments

O Programa Mundial de Alimentação (PMA) está a prestar assistência a 33 mil deslocados que fugiram de aldeias atacadas por grupos armados não identificados na província de Cabo Delgado, segundo o coordenador de emergência do PMA,  escreve a Lusa.

"Estamos a dar apoio alimentar a 33 mil pessoas que foram obrigadas a deslocar-se devido à violência", adiantou Pedro Matos, estimando que estão a ser fornecidas cerca de 500 toneladas de alimentos por mês, através de mais de uma centena de pontos de distribuição.

No distrito insular do Ibo encontram-se, aproximadamente, 1350 pessoas, outras fugiram para aldeias próximas e há também quem se tenha refugiado na vizinha Tanzania, referiu.

As informações sobre as motivações e os grupos que estão por detrás dos ataques, que já provocaram a morte de cerca de 200 pessoas, são escassas, especulando-se que estejam ligados a extremistas islâmicos ou acções de sabotagem contra as petrolíferas que exploram recursos na região.

O Governo reforçou as operações militares após os primeiros ataques a alvos ligados à petrolífera norte-americana Anadarko, em Fevereiro, “mas o ritmo dos ataques não tem diminuído”, observou Pedro Matos.

Num ano de El-Niño, um fenómeno climático caracterizado pelo aquecimento das águas, que afecta os padrões do vento e da chuva, o PAM está ainda a apoiar 240 mil pessoas nas províncias de Gaza e Tete e mais de um milhão de afectados pelo ciclone Idai, no mês passado.

Entretanto, o norte do país está a preparar-se para a chegada de uma tempestade tropical em formação no Oceano Índico, que deve trazer ventos fortes e chuvas torrenciais à região.

Segundo um comunicado do INAM, a depressão atmosférica poderá chegar à fase de "tempestade tropical severa ao aproximar-se da costa norte de Moçambique nos próximos dias, afectando a região norte de Cabo Delgado e o sul da Tanzania", conclui.

Comments

O Tribunal Judicial da Província de Cabo Delgado vai proceder, hoje, à leitura da sentença das 189 pessoas acusadas de envolvimento na violência armada que afecta a província desde Outubro de 2017.

O julgamento começou no dia 03 de Outubro de 2018 e, no total, foram 20 sessões, dirigidas pelo juiz Geraldo Patrício, a quem hoje cabe a leitura da sentença das 189 pessoas acusadas de envolvimento na violência armada em Cabo Delgado.

Entre os arguidos, estão moçambicanos e cidadãos estrangeiros, incluindo Tanzania, de países que fazem fronteira com os distritos moçambicanos.

Um documento a que a Lusa teve acesso, na semana passada, indica que o Ministério Público moçambicano constituiu um total de 339 arguidos em 19 processos relacionados com os ataques de grupos armados em Cabo Delgado.

Dos 339 arguidos nos 19 processos, 275 estão em prisão preventiva e 64 respondem em liberdade provisória, mediante termo de identidade e residência, lê-se no documento.

De acordo com números oficiais, pelo menos 140 pessoas, entre residentes, supostos agressores e elementos das forças de segurança morreram desde que a onda de violência começou.

Comments

A TMCEL, empresa moçambicana criada em 2018 a partir da fusão das empresas públicas Telecomunicações de Moçambique (TDM) e Moçambique Celular (Mcel), acordou, com parceiros chineses, investir 153 milhões de dólares americanos em tecnologias de ponta. Leia mais

Comments

Subcategorias

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction