Maputo acolhe, a partir de hoje, o primeiro congresso sobre comunidades reassentadas e afectadas pela indústria extractiva, uma iniciativa de organizações da sociedade civil que defendem os direitos das comunidades afectadas pela exploração de recursos minerais no país.

“Constitui principal objectivo do congresso proporcionar uma oportunidade para que representantes das comunidades reassentadas ou afectadas pela indústria extractiva, de viva voz, partilhem suas experiências”, segundo um comunicado da Coligação Cívica sobre a Indústria Extractiva.

Os organizadores esperam que mais de 100 pessoas, das quais 70 deslocadas das suas zonas de origem e reassentadas noutros pontos, participem no congresso, provenientes de regiões onde há projectos de exploração dos recursos minerais no país.

"O congresso vai dedicar atenção aos processos de consulta comunitária para harmonização de interesses dos investidores e do Estado, representação legítima e plena da participação das comunidades nos diferentes níveis de diálogo e negociações com partes interessadas e garantias de meios de vida, assegurando vida digna e sustentável nos locais de reassentamento", acrescenta o comunicado.

Além das comunidades afectadas pela indústria extractiva, o congresso, de dois dias, contará com quadros do Governo e entidades de pesquisa e promoção dos direitos humanos.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction