Opinião

Politica

A ASSEMBLEIA da República recomenda à Procuradoria-Geral da República (PGR) e outras magistraturas a direccionarem mais esforços e recursos na formação e ...

quinta, 25 abril 2019
Leia +

Nacional

O TRIBUNAL Judicial da Província de Cabo Delgado, na cidade de Pemba, condenou ontem 37 réus a penas que variam de 12 a 40 anos de prisão, ao fimde seis meses de julgamento de ...

quinta, 25 abril 2019
Leia +

Beira

A ASSOCIAÇÃO Comercial da Beira (ACB) pretende criar um gabinete que se vai ocupar de questões ligadas à participação na reconstrução ...

quinta, 25 abril 2019
Leia +
Pub
SN

Desporto

AS selecções nacionais de vólei de praia, em masculinos e femininos, apuraram-se ontem para os quartos-de-final do “Africano” que se disputa em Abuja, na ...

quinta, 25 abril 2019
Leia +

Economia

A CONFEDERAÇÃO das Associações Económicas de Moçambique (CTA) defende a necessidade de um mapeamento das potencialidades dos recursos marinhos existentes na ...

quinta, 25 abril 2019
Read more

Tecnologias

O REASSENTAMENTO dapopulação em novas áreas, como o que acorreu noprocesso de implementação do projecto de construção da ponte Maputo- KaTembe, ...

quinta, 25 abril 2019
Leia +

A ESCRITORA moçambicana, Paulina Chiziane, participa hoje no Festival Afreaka Encontros de Brasil e África Contemporânea que está a decorrer no Estado de São Paulo, no Brasil.

A autora de “Baladas de Amor ao Vento”, “Sétimo Juramento”, “Niketche” e outras obras vai intervir numa mesa redonda com o tema Manifestações Contemporâneas e Activismos Literários com a escritora brasileira, Ana Maria Gonçalves.

O encontro das duas escritoras vai decorrer às 13.00 horas (hora - local) na Biblioteca Mário de Andrade, São Paulo.

A ideia é partilhar a tradição, esperança, modernidade, amor e a vida durante tempos difíceis para a mulher em África, na perspectiva das temáticas trabalhadas por Paulina Chiziane, uma contadora de histórias que aprendeu o ofício com sua avó, quando criança.

A participação de Paulina Chiziane nesse festival deriva do facto de a escritora assumir-se como uma verdadeira contadora de estórias grandes e pequenas, inspirada nos contos à volta da fogueira.

Apaixonada pela escrita e com dez livros publicados, Paulina Chiziane já foi ainda premiada em 2003 com o Prémio José Craveirinha de Literatura, pela obra Niketche: uma história da poligamia.

Foi igualmente designada pela União Africana como embaixadora da paz na África no ano 2010. Lida e estudada internacionalmente, Paulina Chiziane é uma mulher moçambicana que vive a liberdade de contar suas próprias histórias.

O Festival Afreaka Encontros de Brasil e África Contemporânea é uma das acções do Projecto Afreaka, uma iniciativa de mídia alternativa, educação e produção cultural que traz um lado pouco conhecido do continente africano no Brasil.

A ideia é trazer produções que fogem dos estereótipos como fome, pobreza e passividade, e cobrindo as expressões colectivas e individuais das culturas locais,  tendências, música, literatura, arte, culinária, arquitectura e outras áreas.

O projecto Afreaka foi fundado pela jornalista brasileira Flora Pereira e pelo desenhador gráfico Natan Aquino. Teve início em 2012 e hoje tem mais de um milhão de acessos e 50 mil seguidores nas redes sociais.

A equipa cresceu e o projecto está a experimentar, além da área da comunicação, interlocuções com os campos da educação e da produção cultural, trazendo a África ainda mais pra perto do Brasil.

 

 

 

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction