Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

MULHERES de diferentes organizações, reunidas semana passada no distrito de Mandlakazi, província de Gaza, reclamam maior equilíbrio do género na liderança ...

segunda, 17 dezembro 2018
Leia +

Nacional

AS autoridades da Saúde apelam à sociedade moçambicana para reforçar as medidas de prevenção de situações susceptíveis de perigar a ...

segunda, 17 dezembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

O MAXAQUENE sagrou-se, sábado, campeão nacional de futebol de juvenis, ao bater o Ferroviário, por 5-4, nos penaltes, na final do certame que vinha decorrendo na cidade de ...

segunda, 17 dezembro 2018
Leia +

Economia

UMA equipa de técnicos do Instituto Nacional de Hidrografia e Navegação (INAHINA), constituída por hidrógrafos e cartógrafos, se encontra em Pemba, ...

segunda, 17 dezembro 2018
Read more

Tecnologias

MOÇAMBIQUE vai investir na formação de peritos em matéria de segurança e redes de computadores, com o último nível da certificação ...

segunda, 17 dezembro 2018
Leia +

A ESCRITORA moçambicana, Paulina Chiziane, participa hoje no Festival Afreaka Encontros de Brasil e África Contemporânea que está a decorrer no Estado de São Paulo, no Brasil.

A autora de “Baladas de Amor ao Vento”, “Sétimo Juramento”, “Niketche” e outras obras vai intervir numa mesa redonda com o tema Manifestações Contemporâneas e Activismos Literários com a escritora brasileira, Ana Maria Gonçalves.

O encontro das duas escritoras vai decorrer às 13.00 horas (hora - local) na Biblioteca Mário de Andrade, São Paulo.

A ideia é partilhar a tradição, esperança, modernidade, amor e a vida durante tempos difíceis para a mulher em África, na perspectiva das temáticas trabalhadas por Paulina Chiziane, uma contadora de histórias que aprendeu o ofício com sua avó, quando criança.

A participação de Paulina Chiziane nesse festival deriva do facto de a escritora assumir-se como uma verdadeira contadora de estórias grandes e pequenas, inspirada nos contos à volta da fogueira.

Apaixonada pela escrita e com dez livros publicados, Paulina Chiziane já foi ainda premiada em 2003 com o Prémio José Craveirinha de Literatura, pela obra Niketche: uma história da poligamia.

Foi igualmente designada pela União Africana como embaixadora da paz na África no ano 2010. Lida e estudada internacionalmente, Paulina Chiziane é uma mulher moçambicana que vive a liberdade de contar suas próprias histórias.

O Festival Afreaka Encontros de Brasil e África Contemporânea é uma das acções do Projecto Afreaka, uma iniciativa de mídia alternativa, educação e produção cultural que traz um lado pouco conhecido do continente africano no Brasil.

A ideia é trazer produções que fogem dos estereótipos como fome, pobreza e passividade, e cobrindo as expressões colectivas e individuais das culturas locais,  tendências, música, literatura, arte, culinária, arquitectura e outras áreas.

O projecto Afreaka foi fundado pela jornalista brasileira Flora Pereira e pelo desenhador gráfico Natan Aquino. Teve início em 2012 e hoje tem mais de um milhão de acessos e 50 mil seguidores nas redes sociais.

A equipa cresceu e o projecto está a experimentar, além da área da comunicação, interlocuções com os campos da educação e da produção cultural, trazendo a África ainda mais pra perto do Brasil.

 

 

 

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction