Sábado, 13 Julho, 2024
Início » O CANTINHO DAS PALAVRAS: A menina mal-educada*

O CANTINHO DAS PALAVRAS: A menina mal-educada*

Por admin-sn
243 Visualizações

MIRIAM ODETE CHAMBE*

ERA uma vez uma menina mal-educada, que se chamava Alexandra. Ela gostava muito de mentir. Um dia ela e os pais foram às compras e a Alexandra queria um doce. Os pais não quiseram comprar o doce. Então, ela decidiu roubar uns doces, sem os pais se aperceberem.
No dia seguinte, a Polícia deslocou-se à casa deles, alegando que na loja onde eles foram flagraram a menina a roubar doces.
Os pais da menina não entenderem nada e a família estava feliz depois das compras mas o polícia não aceitou a desculpa e disse que eles teriam que ir à esquadra da polícia.
Bem se vocês querem ouvir o resto da estória é melhor se prepararem.
Uma vez na esquadra, o delgado da polícia disse:

  • Eu já estou cansado de toda hora ter que atender pessoas, por isso saibam que eu vou pedir demissão… Oh, soldado o que te trás aqui.
    O soldado respondeu, dizendo:
  • Eles roubaram doces na loja da senhora Cecília e por isso terão que pagar 1.378 MT pelos tantos doces e serão livres do que ficar na cadeia por uma semana.
    Mas, os pais da Alexandra não tinham dinheiro suficiente e, então, decidiram ficar presos. Alguns dias depois seria o dia do aniversário dos pais de Alexandra e eles tiveram que passar na cadeia. O pai completava 67 anos e a mãe 57 anos.
    Eles decidiram trabalhar muito na esquadra para poderem pagar os doces que a Alexandra tinha roubado para regressar à casa com a filha.
    Ficaram felizes ao saber que tinham conseguido o dinheiro para eles saírem da cadeia mas, tiveram que regressar à casa sem a filha. Mas, a filha não desistiu e continuou a trabalhar muito para ganhar mais dinheiro para obter a soltura. Só que a festa dos pais já tinha passado.
    Quando a Alexandra foi solta da cadeia, ela disse que queria ficar com a avô. Pelo caminho deu de cara com o garoto que ela gostava desde a faculdade. Depois de alguns anos se casaram, tiveram uma filha que se chamava Alexandra, o nome da mãe e tiveram mais um filho que se chama Luiz.
    Moral da estória:
  • A moral da estória é nunca mentirmos para os nossos pais e sempre saber dizer a verdade.

*Colaboração. Jovem residente na cidade de Maputo e que sonha com livros

Artigos que também podes gostar

Leave a Comment

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia