Sexta-feira, 24 Maio, 2024
Início » LOGOS HOPE: Uma viagem a bordo na maior livraria flutuante

LOGOS HOPE: Uma viagem a bordo na maior livraria flutuante

Por Juma Capela
315 Visualizações

DEANOF POTOMPUANHA

TERMINOU recentemente mais uma temporada da maior livraria flutuante do mundo (Logos Hope) em águas moçambicanas. O navio segue assim para África do Sul, depois de ter atracado no Porto de Maputo a 18 de Dezembro de 2023.

A imaginação e curiosidade de mais de 30 mil visitantes que se fizeram ao navio resume-se num misto de satisfação e expectativas goradas. A comunidade da Logos Hope é constituída por 350 voluntários que compõem a tripulação da embarcação, oriundos de todos continentes. Trata-se de mais de 60 países, incluindo um moçambicano.

Não obstante a mistura de estratos sociais, géneros e idades, a harmonia tem sido uma constante, como garantem os tripulantes brasileiros Leo Silva e Ana Costa, em conversa com o “Notícias”. Asseguraram que existem famílias inteiras, incluindo crianças, a fazerem parte do projecto, que inclusivamente tem a sua própria escola a bordo.

banner

A maior livraria flutuante do mundo ofereceu uma vasta colecção de título literários, cobrindo vários géneros e temas, entre os quais, ciência, desporto, jogos, culinária, artes, medicina, línguas e religião, além de títulos infantis, livros académicos, dicionários e atlas.

O Logos Hope é composto por vários profissionais, de diferentes áreas, desde marinheiros, operadores de embarcação e engenheiros, equipa médica do navio, até professores e cozinheiros.

Todavia, nenhum dos profissionais recebe salário ou outro tipo de compensação financeira, independentemente da função. É que, cada membro da tripulação angariou patrocínios para cobrir os custos do seu período de serviço de dois anos, garantindo que todos são iguais e importantes para o sucesso do projecto.

O navio Logos Hope foi construído em 1973. Pertence à organização internacional cristã Good Books for All Ships (GBA Ships), sediada na Alemanha, que já teve outros três navios livrarias com os quais começou a navegar na década de 1970.

Actualmente, apenas o Logos Hope percorre o mundo oferecendo aos visitantes cinco mil títulos em português, alemão, inglês, francês e espanhol.

Em Moçambique a livraria flutuante passa pela terceira vez depois da primeira edição em 2005 e a segunda em 2016.

Os navios já visitaram mais de 150 países e territórios desde 1970, recebendo pouco mais de 49 milhões de pessoas a bordo.

Uma colecção inesgotável

© Notícas Online

“A PRINCIPAL missão do Logos Hope é compartilhar conhecimento, ajudar e transmitir esperança através da nossa biblioteca. Na nossa livraria temos mais de cinco mil livros no navio e mais de 800 mil livros guardados. Tem o nosso foco também virado para a ajuda humanitária. Em todos lugares onde vamos fazemos parcerias para as pessoas internacionais que temos a bordo do navio (….), vamos para as comunidades para prestar ajuda social”, explicou Ana Costa, destacando o trabalho realizado em Boane.

“Em Maputo, em média recebemos diariamente dois mil visitantes. Aos fins-de-semana o número aumentava para cinco mil visitas diárias”, destacou.

“Para fazer parte do projecto passamos por uma formação, que inicia por um processo de entrevistas e visão dos objectivos. Há dois aspectos principais a ter em conta, a primeira é ser maior de 18 anos e a segunda é ser fluente em inglês, porque somos de diferentes países. Outro aspecto não menos… Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Leave a Comment

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia