Domingo, 14 Julho, 2024
Início » Condenado a 55 perpétuas por matar cinco pessoas em discoteca gay

Condenado a 55 perpétuas por matar cinco pessoas em discoteca gay

Por Jornal Notícias
717 Visualizações

O jovem que matou cinco pessoas e feriu mais de uma dúzia numa discoteca LGBTQ, no Colorado, nos Estados Unidos, em 2022, aceitou um acordo judicial e foi condenado a 55 penas de prisão perpétua simultâneas.
Anderson Lee Aldrich declarou-se culpado de cada uma das 74 acusações de violação das disposições da Lei de Prevenção de Crimes de Ódio de Matthew Shepard e James Byrd Jr., de 2009, bem como de crimes com armas de fogo no tiroteio no Club Q.
Ao que noticia a ABC News, a juíza distrital, Charlotte N. Sweeney, aceitou o acordo de confissão que evitou a pena de morte, condenando Aldrich a 55 penas de prisão perpétua simultâneas sem possibilidade de liberdade condicional.
“Foi ao espaço seguro desta comunidade e assassinou pessoas em massa”, afirmou Sweeney, acrescentando que era apropriado condená-lo a prisão perpétua durante o Mês do Orgulho LGBTQ (Junho), que homenageia esta comunidade.
Segundo a juíza, citada pelo Ao Minuto, “esta comunidade é muito mais forte do que vós, mais forte do que a vossa armadura, mais forte do que as vossas armas e, certamente, mais forte do que o vosso ódio”.
Recorde-se que Daniel Davis Aston, Kelly Loving, Derrick Rump, Ashley Paugh e Raymond Green Vance foram mortos no ataque.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia