Domingo, 14 Julho, 2024
Início » Mobilizados 150 milhões para gerir floresta do Miombo

Mobilizados 150 milhões para gerir floresta do Miombo

Por Jornal Notícias
400 Visualizações

MOÇAMBIQUE e outros países da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) signatários da Declaração de Maputo sobre a Floresta de Miombo, mobilizaram até agora pelo menos 153 milhões de dólares, dos cerca de 500 milhões necessários, para o  financiamento de iniciativas para a sua gestão sustentável. 

O dado foi partilhado em Maputo pela ministra da Terra e Ambiente, Ivete Maibaze, informando, igualmente, que parte do valor foi conseguido mercê da participação do país em Abril na Conferência Internacional de Miombo, em Washington, Estados Unidos da América, na qual divulgou o projecto.

“Temos em vista a preparação de uma nova reunião em Nova Iorque, onde os nossos parceiros terão a oportunidade de comunicar o valor mobilizado para apoiar esta iniciativa”, disse.

Entretanto, garantiu que o Governo tem apelado ao apoio de outros parceiros, com destaque para as entidades que trabalham em prol do desenvolvimento ambiental a nível nacional.  

A Declaração de Maputo sobre o Miombo é um instrumento de cooperação regional que visa acelerar a busca de recursos para a regeneração do ecossistema florestal a nível da bacia hidrográfica do Zambeze, rio Congo e seus afluentes, bem como colocar o Miombo na agenda das discussões globais sobre o ambiente. 

O instrumento também estabelece uma zona tampão florestal nas margens do rio Zambeze e promove estratégias de boas práticas de gestão sustentável.

De acordo com o Ministério da Terra e Ambiente, a floresta de Miombo cobre dois milhões de quilómetros quadrados e garante a subsistência de mais de 300 milhões de habitantes de 11 países da África Austral, incluindo pastagens tropicais e subtropicais, moitas e savanas.

Este é o maior ecossistema de florestas tropicais secas do mundo, enfrentando actualmente vários problemas, com destaque para a desflorestação.

De referir que, para além de Moçambique, fazem parte da iniciativa, lançada em 2022 pelo Governo, Angola, Botswana, Malawi, República Democrática do Congo, Namíbia, África do Sul, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia