21.6 C
Maputo
Sexta-feira, 20 - Maio, 2022

RIO UMBELÚZI: Inundações devastam culturas em Boane

+ Recentes

SEXTA-FEIRA cinzenta, 14 de Janeiro, a chuva cai impiedosamente sobre a vastidão do baixo Umbelúzi e sobre o distrito agrícola de Boane. A barragem dos Pequenos Libombos (BPL) debita 120 metros cúbicos de água por segundo, rio abaixo, aumentando a preocupação da população já extenuada devido às inundações, cujas águas acastanhadas “lavaram” as machambas ribeirinhas e dificultam a circulação e a vida de mais de 22 mil pessoas afectadas.

Umbelúzi transbordou, mais uma vez, após duas semanas de chuvas torrenciais e o aumento de descargas da BPL, submergindo culturas inteiras sob água e lama. 

“Em segundos, tudo se foi”, diz-nos o camponês Tarcísio Francisco.

As chuvas torrenciais à montante forçaram o aumento das descargas da albufeira, transformando um rio outrora pictoresco numa maré castanha, enterrando o labor dos últimos meses de vários camponeses.

As inundações, rápidas e furiosas, alagaram quase tudo, pois culturas inteiras da primeira época agrícola foram “devoradas” pelo dilúvio, lançando o espectro de escassez de comida nos próximos tempos.

“Em poucos dias, a esperança de ter uma óptima época esfumou-se. Tudo desapareceu”, disse Tarcísio Francisco, chefe numa área de quatro hectares às margens do rio.

Com o semblante carregado, enquanto olhava para as culturas devastadas, que teimosamente foram plantadas na ribeira debaixo de águas, disse ter perdido sobretudo tomate, cebola, melancia e feijão.

Leia mais…

- Publicidade-spot_img

Destaques