Pekiwa regressa às origens com exposição “Ntumbuluko”

0

A PARTIR de tradições seculares dos povos Tonga e de madeiras velhas buscadas na Ilha de Moçambique, o escultor Pekiwa compôs a exposição “Ntumbuluko” (Origens), patente na Galeria da Fundação Fernando Leite Couto (FFLC), na cidade de Maputo.

O escultor, através de portas, janelas e canoas velhas, conta “bocados de história as gentes que as viveu”, conforme observa a curadora da FFLC, Yolanda Couto, no texto de apresentação da mostra.

Às mãos do artista, prossegue a curadora, reavivam um passado transformado em futuro nos desenhos esculpidos, que por sua vez traduzem estados de alma e um sentido estético herdado nas raízes de alguns grupos culturais do país.

“Nas suas obras, há um magnetismo que nos transporta através dos tempos imemoriais até ao Vale do Rio Zambeze, a uma sociedade Tonga, rica e organizada que decorava as portas e janelas das suas casas de madeira e colmo, com desenhos esculpidos em relevo”, escreveu Yolanda Couto.

A arte de Pekiwa, contextualiza, integra os reinos africanos saltando das impenetráveis brumas do passado para um presente maravilhosamente elaborado em que o artista traduz toda a pureza de um abraço ou a singularidade criadora das suas máscaras e das suas esculturas de homens e mulheres.

Os personagens representados nestas esculturas, interpreta Yolanda, sonham os tempos imemoriais em que nas grandes pradarias corriam livremente os guerreiros africanos com as suas belas e orgulhosas vestes tradicionais.

A liberdade de visão, prossegue a curadora, e expressão plástica das figuras que habitam as obras de Pekiwa, se manifestam de diversas formas culturais através da música, dança, desenhos, tatuagens ou pinturas.  

Uma outra fonte de inspiração para o artista, são as canoas da Ilha de Moçambique, talhadas do tronco de cajueiro e de mangueiras. O formão apodera-se dos cascos gastos e humedecidos de tanto navegarem, moldando e esculpindo outras tatuagens.

Assim, fala das gentes do mar e de um povo em que convergem as mais diferentes origens e costumes.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.