Estrada Beira-Machipanda em reabilitação definitiva

0

Decorrem as obras de reabilitação definitiva da Estrada Nacional Número Seis (EN6), que liga cidade da Beira à vila fronteiriça de Machipanda, concretamente, nas secções críticas destruídas em Março passado, durante a passagem do ciclone tropical IDAI.

De acordo com o director-geral da Administração Nacional de Estradas (ANE), César Macuácua, o trabalho contempla uma extensão total de 11 quilómetros, entre a ponte sobre o rio Haruna e a zona de Souglides, no distrito de Nhamatanda, em Sofala.

Falando em exclusivo à nossa Reportagem, na Delegação da Beira, a fonte sublinhou, que a empreitada consiste na reconstrução de uma nova ponte e estrutura de drenagem em Lamego, que durante as intempéries sofreu o segundo corte naquela rodovia.

Conforme está previsto, as referidas obras poderão ser concluídas até 30 de Setembro próximo, portanto, antes da época chuvosa e ciclónica 2019-2020, que, normalmente, decorre entre Outubro e Março.

O troço em causa está, totalmente, danificado, sendo que o escoamento do tráfego verifica-se de forma condicionada, numa única faixa de rodagem, de, aproximadamente, 17 quilómetros, entre a Portagem da vila municipal de Nhamatanda e a zona de Souglides.

Macuácua referiu ainda que para a concretização desta empreitada, ANE elaborou uma adenda sem custos adicionais, para o empreiteiro de origem chinesa, denominado AFECC, que desde 1 de Abril de 2015 está empenhado na reabilitação e ampliação daquela via, numa extensão total de 287 quilómetros.

O projecto inicial avaliado em mais de 410 milhões de dólares norte-americanos financiados pelo Governo de Moçambique e pelo Exim-Banck da China estava previsto, que fosse concluído até 31 de Março de 2018, sendo que alguns troços já tinham sido entregues, provisoriamente, ao Governo antes do ciclone IDAI.

Para já, o atraso na conclusão das obras, segundo o director-geral da ANE, deveu-se, essencialmente, à falta de fundos, para o reassentamento das comunidades e estabelecimentos comerciais no cruzamento de Inchope, o que já foi ultrapassado com a angariação pelo Governo de 90 milhões de meticais.

Horácio João

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.