21.4 C
Maputo
Quinta-feira, 18 - Agosto, 2022

Rede eléctrica ajustada ao crescimento da capital

+ Recentes

A rede eléctrica de média tensão está a ser robustecida para responder ao contínuo crescimento da cidade de Maputo, onde nascem, a cada dia, novos edifícios e algumas residências são transformadas em escritórios de empresas.

De acordo com Electricidade de Moçambique (EDM), este crescimento resulta no aumento exponencial do consumo de energia eléctrica.

Gil Massinga, gestor do Projecto de Emergência para a Melhoria da Qualidade e Eficiência de Energia (PERIP) na EDM, garantiu que as obras em curso, em diversos pontos da cidade, visam, de facto, fortalecer o sistema de fornecimento da corrente, consistindo na reabilitação da rede e aumento da capacidade de fornecimento de energia, através do lançamento de cabos monopolares subterrâneos com tensão a 60 kilovolts (kV), interligando as subestações da cidade.

As obras, em curso desde Junho de 2021 e estendendo-se até Abril de 2022, não afectam o fornecimento normal de energia eléctrica, sendo que as subestações abrangidas pelo projecto serão reforçadas por novos transformadores, o que vai resultar na duplicação da sua capacidade de fornecimento. 

No quadro das obras, estão a ser lançados cabos subterrâneos nas avenidas Milagre Mabote, Karl Marx, Ahmed Sekou Touré, Armando Tivane, Julius Nyerere e Marginal até Costa do Sol, roçando o Campus da UEM. Os trabalhos foram confiados a um empreiteiro chinês e estão em sintonia com o município e outras instituições com equipamentos subterrâneos, como redes de água, gás e telecomunicações.

A reabilitação da rede eléctrica da cidade de Maputo insere-se numa iniciativa financiada pelo Banco Mundial e que abrange Matola, Nampula, Nacala, Sofala, Quelimane e Cabo Delgado.

- Publicidade-spot_img

Destaques