Alagamentos afectam mais de 790 famílias

0
17

MAIS de 790 famílias foram afectadas pelos alagamentos, na cidade de Maputo, em consequência das chuvas intensas, acompanhadas de ventos moderados a fortes, que se registam desde quinta -feira.

Maxaquene, Chamanculo, Polana Caniço, Hulene, Ferroviário, Albazine, Mapulene, entre outros, são alguns bairros que se debatem com alagamentos nas residências e vias de acesso.

Estas famílias, na sua maioria residentes em  locais vulneráveis, viram as suas casas invadidas pelas águas pluviais, para além dos casos de deslizamento de terra e queda de  árvores, situação que se repete sempre que chove.

Neste contexto, 49 comités de emergência foram activados para minimizar os impactos causados pelo mau tempo.

Sheila Santana Afonso, Secretária de Estado na cidade de Maputo, indicou que os comités estão a trabalhar no escoamento das águas pluviais, limpeza de valas de drenagem, apoio alimentar às famílias  afectadas, entre outros.

Indicou que mais de oito mil pessoas encontram-se em situação de risco na capital do país.

“Os centros de acomodação não serão activados devido à pandemia da Covid-19, para evitar possíveis contaminações nestes recintos”, explicou.

Segundo a governante, as chuvas também devastaram cerca de 35 hectares de culturas , para além da danificação de vias de acesso e hospitais, com destaque para o Centro de Saúde do Hulene.

Acrescentou que não  houve registo de mortes neferidos decorrentes das chuvas.  

A Electricidade de Moçambique (EDM) deu conta em comunicado que, devido às chuvas e inundações em Inhambane, Gaza e Maputo, tem estado a interromper, por precaução, o fornecimento de energia eléctrica a alguns bairros, em virtude de parte dos equipamentos eléctricos encontrarem-se submersos.

A EDM recomenda que as populações das zonas afectadas evitem o contacto com materiais e qualquer outra infra-estrutura eléctrica.

Acrescenta que devido aos alagamentos, o acesso aos equipamentos para reparação, tem sido difícil, nalguns bairros, garantindo que a corrente só é reestabelecida quando as condições de segurança estiverem criadas, acautelando-se, sobretudo, que os danos causados pela intempérie não coloquem em perigo a vida humana.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here