Governo assegura protecção dos idosos

0

O GOVERNO continua a realizar acções de promoção dos direitos da pessoa idosa no país, com destaque para a disponibilização do subsídio social básico, pagamento de pensões aos reformados e expansão do acesso aos cuidados de saúde.

A garantia foi dada ontem no Distrito Municipal KaTembe pelo Vice-Ministro do Género, Criança e Acção Social, Lucas Mangrasse, na cerimónia alusiva ao Dia Internacional da Pessoa Idosa, que se assinalou sob o lema “Por Um Mundo Digital Inclusivo às Pessoas Idosas”.

Apesar destas acções, Mangrasse realçou que persistem desafios na efectivação dos seus direitos, como o combate à violência, discriminação e à mendicidade, fenómenos que em nada dignificam este grupo etário e a sociedade.

O vice-ministro defendeu o reforço das acções visando o acesso dos idosos aos serviços sociais básicos e a educação das novas gerações para que assumam a velhice como um processo natural, permitindo a valorização das experiências deste grupo.

“Reiteramos o nosso compromisso em continuar a realizar acções para que as pessoas da terceira idade tenham acesso aos serviços sociais básicos e educar a sociedade para o seu respeito e valorização”, afirmou.

Destacou que o sector da Acção Social defende que a família, os filhos e parentes mais próximos da pessoa idosa e a comunidade devem valorizar e proteger este grupo, pois são o pilar da sociedade.

O secretário de Estado na cidade de Maputo, Vicente Joaquim, reiterou que a pessoa idosa merece uma atenção especial de todos, visto que representa uma população que cresce à escala mundial, necessitando de carinho e respeito de todos, em casa, na igreja, na família, na rua e no autocarro.

Revelou que 11.028 idosos receberam transferências monetárias, na capital, este ano, no âmbito do programa subsídio social básico do Instituto Nacional de Acção Social (INAS), enquanto outros 8010 tiveram apoio multiforme para reduzir a situação de vulnerabilidade em que se encontram.

O representante da Help Age International, Kizito Chiwala, por sua vez referiu a que migração digital coloca de fora as pessoas idosas, maioritariamente iletradas e com limitação no acesso e uso das tecnologias.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.