Município da Matola distancia-se dos infractores

0

O Conselho Municipal da Cidade da Matola refuta a sua associação e do respectivo presidente, Calisto Cossa, na venda de terra ou outro tipo de situações anómalas no processo de atribuição do Direito de Uso e Aproveitamento de Terra (DUAT) que frequentemente se verificam nesta parte do país.

Numa nota tornada pública ontem, o Município da Matola apela à denúncia de todos que se socorrem da edilidade e do respectivo presidente para lograr vantagens e fins ilícitos, causando dessa forma desestruturação de todo um processo de organização territorial.

Na nota, o Município reconhece que, com recurso a documentos forjados ou extravio de documentos oficiais, alguns funcionários têm estado a colaborar com um grupo de munícipes de má conduta, que se dedicam à venda de terra ao nível desta parcela do país.

O município acrescenta ter constado evidências de infiltração de falsos nativos em zonas de parcelamento, que a partir do acesso à informação privilegiada disponibilizada por alguns funcionáriosque, fazendo parte da planificação da expansão urbana, têm conhecimento das áreas prioritárias ou agendadas para a requalificação.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.