Previstas chuvas em Maputo e Gaza

0

AS províncias de Maputo e Gaza poderão registar, a partir de hoje, chuvas moderadas a fortes (30 a 50 milímetros em 24 horas) devido àpassagem de uma frente fria.

De acordo com uma nota do Instituto Nacional de Meteorologia (INAM), as chuvas, acompanhadas de trovoadas e ventos com rajadas, poderão ser localmente muito fortes (mais de 50 milímetros em 24 horas).

O mau tempo afectará todos os distritos da província de Maputo, nomeadamente Matutuíne, Boane, Namaacha, Marracuene, Moamba, Magude e Manhiça e Matola. O mesmo sistema deverá afectar a capital do país, onde há risco de inundações urbanas.

Em Gaza, as chuvas vão incidir sobre os distritos de Mabalane, Chibuto, Mandlakazi, Bilene, Massingir, Guijá e cidades de Xai-Xai e Chókwè.

Devido àpassagem deste sistema, o INAM recomenda a tomada de medidas de precaução e segurança face ao risco associado de chuvas, trovoadas e ventos com rajadas.

Espera-se que o mesmo sistema afecte progressivamente, a partir de amanhã, as províncias da região centro, com maior incidência para Sofala, Manica e Tete,com chuvas fortes (mais de 50 milímetros em 24 horas) acompanhadas de trovoadas severas e ventos com rajadas fortes.

Face à previsão do INAM, a Direcção Nacional de Gestão de Recursos Hídricos (DNGRH) avisa que poderão ocorrer, nas próximas 48 horas, inundações de magnitude moderada nas cidades de Maputo e Matola e incremento dos níveis de água na bacia hidrográfica de Maputo.

Na cidade de Maputo, as inundações vão incidir sobre os bairros da Maxaquene, Luís Cabral, Chamanculo, Munhuana, Xipamanine, Aeroporto, Mafalala, Urbanização, Laulane, Costa do Sol, Hulene, Muntanhane e Magoanine.

Na Matola estão em riscoMachava, Nkobe, Tsalala, Ndlavela, São Dâmaso, Unidade D, Vale do Infulene, Singatela, Trevo, Patrice Lumumba, Matola, Fomento e Liberdade.

As inundações do rio Maputo poderão afectar áreas agrícolas em Salamanga, Massindla, Dunha, Nandloovo, bairros 4 e 6, no distrito de Matutuíne.

A DNGRH chama atenção àpopulação para evitar a travessia do leito do rio Maputo, afastar-se das zonas de risco e retirarbens das zonas ribeirinhas.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.