XIPAMANINE: Integração nas bancas gera insatisfação

0

O PROCESSO de integração dos vendedores informais no mercado anexo do Xipamanine, na cidade de Maputo, foi finalmente consumado, na segunda-feira, mas deixa muita insatisfação e reclamações, incluindo alegações de exclusão ou favorecimento de uns e outros.

Até semana passada, tinham sido listados 862 vendedores para ocuparem as 910 bancas disponíveis. No entanto, há vendedores que dizem ter entregue os seus nomes, mas não receberam bancas e outros que reclamam da localização das que lhes foram indicadas, exigindo que estejam nas primeiras filas, facto que gerou confusão.

“Fui uma das primeiras a inscrever-me. Para a minha surpresa, hoje, orientam-me a ocupar as últimas bancas, favorecendo a pessoas que vendiam noutros mercados”, disse Celeste Bila, vendedora de legumes.

Jordina Pedro, vendedora de roupa usada, mostrou insatisfação por não ter recebido uma banca como os outros colegas.

“Eu trabalhava na rua onde vendia facilmente a roupa, sendo que o novo local indicado pelas autoridades, junto ao terminal de transportes, não dispõe de condições para me abrigar do sol e da chuva, enquanto os outros foram indicados onde há bancas”, queixou-se.

Nilza Fumo, do mesmo ramo, indicou que há risco de a roupa que vende apanhar lama.

A Polícia Municipal e a de Protecção, bem como a comissão do mercado procuraram acalmar os ânimos dos informais que queriam respostas a todo o custo.

O chefe da equipa do projecto de requalificação do mercado do Xipamanine, Efraim Manhique, disse que o trabalho prossegue, de modo a garantir que todos os vendedores inscritos recebam bancas.

Manhique admitiu, porém, não haver espaço para acomodar mais vendedores, pois todas as bancas, em princípio, estão ocupadas.

“Entretanto, caso haja desistência de alguns vendedores dos pavilhões, os que estão em locais desprivilegiados poderão tomar as bancas”, disse.

De referir que o processo de atribuição de bancas foi suspenso no mês passado, devido às mesmas reclamações dos vendedores.

Basicamente, este novo espaço de venda foi projectado para acolher a venda de legumes, refeições e roupa usada.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.