Bengali nas celas por falsificação de documento

0

UMA pessoa de nacionalidade bengali está desde há dias a contas com as autoridades, em Nampula, inmdiciado na tentativa de tratar o Bilhete de Identidade (BI) apresentando um acento de nascimento falso.

O documento contrafeito foi supostamente emitido na Conservatória do Registo Civil de Mugovolas.

A detenção do cidadão bengali, que reside no país desde 2012, foi possível mercê da atenção dos funcionários do posto de recolha de dados da Direcção Nacional de Identificação Civil (DNIC), na qual se apresentou.

Notificado a esclarecer a proveniência do documento, o bengali afirmou que alguém tratou o acento em troca de 10 mil meticais, segundo contou o porta-voz da DNIC, Alberto Sumbane, que falava hoje, em conferência de imprensa.

O porta-voz afirmou que para além de tentar obter o BI ilicitamente, foram encontrados na posse do detido pedidos de Direito de Residência para Estrangeiros.

Sumbane lamentou o aumento de casos de tentativa de obtenção ilícita do documento de identificação, na província de Nampula, muitas vezes facilitada por intermediários.

Ainda na conferência de imprensa, Alberto Sumbane, indicou que alguns utentes da DNIC não cumprem o horário agendado para a recolha de dados para a emissão do BI.

“Introduzimos a plataforma de agendamento para emissão do BI com vista a prevenção da Covid-19, mas algumas pessoas chegam uma ou duas horas antes ou depois do período previsto, o que embaraça o atendimento”, afirmou, recomendando que o utente chegue ao menos 15 minutos antes da hora marcada para o atendimento.

Referiu, por outro lado, que há pessoas privadas de atendimento, porque se fazem aos postos de recolha de dados sem a pré-marcação.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.