HOSPITAL GERAL de Nampula: Governo busca alternativas para concluir obras até 2022

0
289

O MINISTRO da Saúde, Armindo Tiago, assegurou que o Governo procura alternativas para viabilizar as obras do Hospital Geral de Nampula, localizado no posto administrativo de Natikiri, nos arredores daquela urbe, mantendo como meta estarem concluídas e entregues em 2022.

O governante defendeu que o atraso na conclusão e entrega destas obras se deve aos diversos problemas que a empreitada, encarregue à CETA Construções, está a enfrentar em relação à adequação do contrato inicial para a sua plena execução.

O ministro deu esta garantia esta quinta-feira na cidade de Nampula à margem do lançamento da segunda fase do Inquérito Nacional sobre o Impacto do HIV&SIDA em Moçambique (INSIDA), que abrange as províncias do Norte do país mais as de Tete e Zambézia, no Centro.

Neste momento, conforme assegurou Tiago, as obras estão a merecer toda a atenção do Governo, uma vez que as mesmas registaram paralisação na sua execução por pelo menos duas vezes consecutivas. “Aquelas obras já teriam sido concluídas, de acordo com o contrato inicial”, frisou.

Entretanto, Tiago disse igualmente que o Governo, dentro das alternativas para acelerar a execução da obra, vai respeitar um novo cronograma estabelecido com vista à sua conclusão sem sobressaltos.

A construção desta unidade sanitária, segundo apurou o “Notícias”, iniciou em Novembro de 2017, com a previsão de conclusão e entrega para Maio de 2019, o que não foi possível cumprir em face do desembolso irregular de fundos.

Uma primeira reprogramação indicava a sua conclusão e entrega para Setembro, prazo que também veio a fracassar e obrigou a uma nova paralisação.

A obra foi inicialmente orçada em 18 milhões de dólares, fundos disponibilizados pelo Governo e parceiros de cooperação.

O Governo projectou a construção desta unidade sanitária com vista a descongestionar o Hospital Central de Nampula, o maior da região norte do país, que atende pacientes desta província e das vizinhas do Niassa, Cabo Delgado e parte da Zambézia.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here