Malfeitores aterrorizam Murrapaniua

0

RESIDENTESdo bairro de Murrapaniua, na cidade de Nampula, denunciam a existência demalfeitores, que se fazem em grupos de mais de 20 elementos,acusando-os desemear terrorno seio da comunidade e pedem a intervenção das autoridades policiais para por cobro a situação.

Segundo denúncias, os malfeitores actuam em grupos, munidos de catanas, facas, machados e outros instrumentos que facilitam o arrombamento de portas e janelas para aceder ao interior das residências.

Uma vez dentro das casas, os criminosos obrigam os membros das famílias a permaneceremnuma da sala, enquanto violam sexualmente as mulheres e raparigas, provocandotrauma no seio das crianças e família.

Um cidadão, cuja identidade omitimos a seu pedido, disse que a sua casa foi assaltada por duas vezes, mas na última incursão despertou a família antes mesmo dos meliantes entrarem dento da residência, tendo comunicado as autoridades afectas ao posto policial de Napipine, mas lentidão da resposta dos agentes fez com que os criminosos se colocasse rapidamente ao fresco.

“Não é a primeira vez que acontecem crimes neste bairro. Pedimos socorroàs autoridades, porque não conseguimos dormir do pavor e terror que esta situação cria. A polícia anda muito apática e as suas operações praticamente não existem”, disseram os nossos interlocutores.

Oporta-voz do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) de Nampula, Zacarias Nacute, disse que o crime é um facto social cujo combate prossegue sem tréguas.

Porém, as autoridades policiais estão a trabalhar no sentido de manter a ordem, a tranquilidade e a segurança públicas.

“Estamos a fazer a nossa parte para trazer a tranquilidade nas comunidades. Obairro de Murrapaniua está a registar uma redução de casos criminais”, explicou.

Entretanto, Nacute reiterou a necessidade de se aproximar as autoridades para denunciar os casos criminais, o que vaipermitir a intervenção dos agentes da lei e ordem.

“Queremos exortar a população para apresentar as suas reclamações ao nível do posto policial. Se não forem satisfeitas as inquietações os cidadãos têm o privilégio de subir ao Comando Provincial para buscar a solução dos seus problemas”, acrescentou Nacute.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.