PREVENCAO À COVID-19: Enchentes nos postos caracterizam último dia

0
227

O ÚLTIMO dia da primeira fase da vacinação em massa contra o novo coronavírus foi caracterizado por enchentes na maior parte dos postos criados para o efeito pelo sector da Saúde. 

Tal cenário generalizado, que nalguns postos chegou a ser invulgar, foi constatado pelo “Notícias” numa ronda efectuada não só na área urbana, como na periferia da capital provincial.

Entretanto, algumas pessoas mostraram-se desapontadas com a maneira como o processo de vacinação massiva foi organizado ao longo das duas semanas em que decorreu, pois, segundo disseram, as enchentes são resultado da desordem e nada têm a ver com o hábito de se deixar tudo para o último dia.

“Isto está uma confusão. É desorganização total, além de que começaram a atender tarde as pessoas que chegaram muito cedo. Cheguei às cinco horas, mas até agora não fui vacinada. Outro problema é que aqui não está a ser observado o distanciamento físico”, lamentou Maria Tahabo, no posto de vacinação do Pavilhão dos Desportos.

Um outro posto caracterizado por longas filas e com pessoas a aguardar ansiosamente pela toma da vacina é da Escola Primária do Parque, onde, apesar da maior concentração de pessoas, não se observavam medidas preventivas.

“Cheguei muito cedo, mas só pude ser atendida depois de longas horas de espera. Apesar do sofrimento, estou satisfeita por ter sido vacinada, porque com esta enchente não esperava fazê-lo. Por isso, acredito que muita gente na nossa cidade não vai ser vacinada”, disse Memuna Joaquim.

O presidente da Associação dos Transportadores Rodoviários de Nampula (ASTRA), Luís Vasconcelos, disse que mais de 1500 automobilistas e cobradores dos mais de 3500 previstos haviam sido imunizados até o dia anterior do término da campanha de vacinação.

Para facilitar o processo, a ASTRA criou em todos os 23 distritos da província de Nampula postos de vacinação dos automobilistas e respectivos cobradores.

 “Hoje não poderia ser o último dia da vacinação, porque ainda temos muitos automobilistas e cobradores e outra gente do grupo-alvo que não foram vacinados. Por isso sou de opinião que se devia prolongar até pelo menos domingo”, disse.

Segundo o porta-voz da representação do Estado em Nampula, Jaime Chissico, até a semana passada a província tinha vacinado mais de 107 mil pessoas, fruto da adesão ao processo. A província conta neste momento com 402 casos positivos da Covid-19 e 28 óbitos.

Website | + posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here