Salários na extinta Avícola: Comissão de pagamentos espera por trabalhadores

0
113

PELO menos 138 ex-trabalhadores de um universo de 566 da extinta empresa do ramo de avicultura Avícola, E.E. ainda não se apresentaram à comissão criada para efectuar o pagamento de salários em atraso, horas extras e indemnizações, num processo que dura há cerca de três meses.

Os 566 ex-trabalhadores da empresa Avícola reivindicavam o pagamento dos seus ordenados desde o ano 2006 e as suas reclamações foram legitimadas em 2008, depois de várias rondas negociais entre a entidade patronal e a massa laboral.

Jaime Chissico, director dos Serviços Provinciais das Actividades Económicas em Nampula, garantiu que existem mais de nove milhões de meticais por pagar aos ex-trabalhadores que até aqui ainda não se apresentaram à respectiva comissão, apelando, por isso, à presença dos visados a fim de receberem o que lhes é devido.

A fonte falava há dias na reunião de balanço do processo de pagamento das indemnizações num encontro mantido com alguns representantes da comissão dos ex-trabalhadores da extinta-Avícola, E.E.

As autoridades governamentais e a comissão dos ex-trabalhadores, conforme descreveu a fonte, desconhecem até então as reais causas da não apresentação dos faltosos.

“Quando fazemos o balanço, na primeira fase apareceram 194 e na segunda fase 240 ex-trabalhadores. Portanto, temos uma diferença de 138 ex-trabalhadores”, disse Chissico.

As partes envolvidas no processo chegaram a acordo no sentido de encetar acções com vista à localização dos respectivos trabalhadores, entre os quais estão anúncios nos órgãos de comunicação social.

Disse ainda que na impossibilidade da apresentação física dos antigos trabalhadores os familiares poderão fazer-se presentes na empresa, mas com comprovativos de incapacidade de locomoção do próprio ex-colaborador.

“Aquilo que foi a orientação deste balanço é que nós devemos encontrar os ex-trabalhadores, por isso que queremos aqui pedir a colaboração da imprensa local no sentido de divulgar o máximo possível. Vamos fornecer as listas dos ex-trabalhadores aos governos distritais no sentido de fazer chegar até às localidades” disse Chissico, sublinhando que a intenção é de encerrar este processo com sucesso. 

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here