Vendedores informais retomam às ruas

0

OSvendedores informaisestão de forma tímida a retomar a via pública, de onde foram compulsivamente retirados no ano passado.

O regresso dos vendedores é visível principalmente nas avenidas da “Independência”, nas imediações do chamado prédio branco, “Eduardo Mondlane”, parte que circunda o Museu Nacional de Etnologia, Escola Primária Completa 25 de Junho e “Samuel Kamkhomba”, junto ao Mercado Central,onde expõem os seus artigos nos passeios, retirando-os, porém,em debandada,  quando se aproxima uma patrulha de fiscalização da Polícia Municipal.

As autoridades municipais retiraram,em meados do ano passado, os vendedores informais das ruas e avenidas, visto que obstruíam as vias,dificultando a movimentação de peões que eram obrigados a disputar as faixas de rodagem com veículos, pondo em risco as suas vidas.

Segundo os vendedores, esta reocupação dos passeiosé devido à falta de locais para exercerem assuas actividades.

Para os vendedores, os locais indicados pelo Conselho Municipal  não favorecem o tipo de negócio que praticam, em termos de rendimento, alegadamente se situarem fora do centro urbano, onde, segundo eles, estão os clientes.

Os praticantes do comércio informal lamentam o facto de “Shop do Povo”, onde estãoinstaladas asobras que já iniciaram há bastante tempo, não estar ainda concluído, embora o município prometa a sua inauguração para breve. Leia mais

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.