Há condições para realização de exames no ensino geral

0

A INTERRUPÇÃO das aulas, por um mês e meio, em alguns pontos do país, para conter a propagação da Covid-19, durante a terceira vaga da doença, não vai afectar o calendário de exames finais do ensino secundário geral, alfabetização de adultos e ensino primário e secundário, cujo arranque está previsto para 26 do mês em curso.

Segundo a directora nacional do Ensino Secundário no Ministério da Educação e desenvolvimento Humano (MINEDH), Gina Guibunda, as escolas forçadas a paralisar a actividade lectiva na área metropolitana do Grande Maputo, na vila da Manhiça e cidades de Xai-Xai, Inhambane, Beira e Chimoio trabalharam nos conteúdos que os alunos tiveram ou adoptaram o ensino à distância.

“As aulas reiniciaram do ponto em que os alunos tinham parado. Os professores deram, igualmente, lições aos sábados ou sempre que pudessem para compensar o período da interrupção das actividades, pelo que quando chegar a época os estudantes vão realizar os exame”, afirmou, falando ontem à margem da cerimónia de premiação   dos 16 vencedores das Olimpíadas Académicas do Ensino Secundário, edição 2021, acto orientado pela ministra do pelouro, Carmelita Namashulua.

Os alunos afectados pelo terrorismo em Cabo Delgado serão avaliados nos centros de acomodação, onde se encontram acolhidos. Neste sentido, o Governo orienta os pais e

encarregados de educação para que não regressem aos pontos de origem, sem que estejam criadas as condições de segurança ou educação.

Os estudantes vencedores receberam prémios que vão desde computadores portáteis, tablets, telemóveis e medalhas.

Participaram das olimpíadas, a nível nacional, um total de 278 alunos, dos quais 140 meninos.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.