Governo quer minimizar impacto da nova variante da Covid-19 na economia

0

O MINISTRO da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, afirmou que o Governo moçambicano está a tomar medidas para minimizar os impactos negativos da nova variante da Covid-19, denominada “Ómicron”, na economia.

Maleiane explicou que Moçambique já teve a experiência da terceira vaga da pandemia, enfatizando que a mesma “foi extremamente dura para o país e a economia registou uma recessão, no ano passado, de – 1.3 por cento”.

Segundo o ministro, neste momento, a economia está numa face de recuperação e os sinais são positivos tendo, no terceiro trimestre do ano em curso, registado um crescimento de 3.36 por cento.

Adriano Maleiane, falava quarta-feira na audição parlamentar na Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República, sobre a proposta de lei que define as regras e critérios para a fixação da remuneração dos funcionários e agentes do Estado e demais servidores públicos.

Na ocasião, Maleiane afirmou ainda que Moçambique está a intensificar o controlo nos pontos de entrada com recurso a testagem da Covid-19 e o fortalecimento da vigilância face ao surgimento da variante Ómicron, já com casos suspeitos no país.

“Não podemos dramatizar. Devemos seguir as recomendações das autoridades de Saúde sobre as medidas, que até estão a ter resultados positivos, pois os níveis de infecção registam uma diminuição”, disse Adriano Maleiane.

Acrescentou ainda que “a nova variante ainda ninguém formalmente disse quais são as grandes implicações e acho que os cidadãos que ainda não vacinaram deviam fazê-lo para a aumentar imunidade”.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.