País perde metade das receitas de turismo devido a covid-19

0
178

AS receitas do turismo internacional em Moçambique fixaram-se em cerca de 25,74 milhões de dólares norte-americanos, o que representa uma queda de cerca de 51,5 por cento, em relação a igual período de 2020.

A ministra do pelouro, Eldevina Materula, justificou a diminuição da receita pela eclosão da Covid-19, considerando que a pandemia teve um enorme impacto social e económico, sendo o turismo o sector económico mais penalizado, não só no país, como também no mundo em geral.

Segundo ela, desde a eclosão da pandemia, o sector registou o encerramento de 31 por cento de estabelecimentos turísticos num universo de 6.708, afectando 27 por cento de um universo de 69.178 trabalhadores.

Intervindo ontem na província do Niassa, no âmbito das celebrações do Dia Mundial do Turismo, a governante explicou também que, consciente da necessidade da revitalização do turismo, o “Executivo” adoptou medidas para estimular a recuperação e o crescimento do sector e da economia, entre elas a abertura de teatros, cinemas, piscinas, praias e o alargamento do horário de funcionamento dos estabelecimentos de restauração.

“No entanto, reiteramos que estas medidas não significam o fim da pandemia. Pelo contrário, convocam-nos para uma maior responsabilidade no cumprimento integral e escrupuloso das medidas sanitárias”, disse.

Etelvina Materrula enfatizou que, apesar do revés provocado pela pandemia, o sector continua a somar grandes conquistas, entre as quais a recente eleição de Moçambique a membro do Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo para o período de 2021-2025.

“Este feito representa uma oportunidade ímpar para a recuperação no pós-Covid-19, porque abre boas perspectivas para influenciar as decisões que priorizem projectos e investimentos para África e Moçambique, em particular”, disse.

Afirmou também que no âmbito da promoção das suas potencialidades, Moçambique prepara-se para participar na Expo Dubai 2020, estando prevista a semana da Cultura e Turismo que irá decorrer de 14 a 20 de Novembro próximo.

“A Expo Dubai 2020 espera receber 190 países e Moçambique será o único com uma semana temática. Considerando o grande potencial que apresentamos, como a diversidade de recursos naturais e culturais notáveis e ainda a riqueza em história e atracções turísticas únicas a nível da região, encorajamos a participação dos agentes económicos e o sector privado em geral, neste evento”, frisou.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here