25 C
Maputo
Sexta-feira, 20 - Maio, 2022

EDITORIAL

+ Recentes

HOJE, elegemos dois assuntos para o nosso editorial. E, neste caso, não é para menos! É que, por um lado, é Sexta-feira Santa, uma das festividades mais importantes do cristianismo que termina com a Páscoa, período em que se apregoa o perdão e o amor ao próximo, uma oportunidade para a paz e reconciliação (valores que se pretende cultivados na sociedade), e, por outro, é aniversário do jornal Notícias, fundado a 15 de Abril de 1926. Uma feliz coincidência!

Começaremos por falar de nós, sobre o nosso percurso longo já a pensar no centenário que vai acontecer dentro de quatro anos.

Ao longo deste tempo todo, o jornal Notícias tornou-se uma verdadeira instituição. Fora a apreciação que cada um possa fazer, é consensual que se trata de um jornal indispensável nas famílias e ou em escritórios de muitos moçambicanos. Tem um público fiel que o lê diariamente e, em muitos casos, gerando, esta relação, hábitos que nessas famílias, por exemplo, vão sendo transmitidos de geração para geração: o hábito de ter sempre o “Notícias” presente em casa para ser lido, relido e conservado, porque documento (este jornal com o estatuto de um dos grandes depositários de material da história deste país).

São estes que colocam o jornal onde se encontra hoje. A estes, como sempre o fizemos, endereçamos hoje o nosso agradecimento, sobretudo pela fidelidade, que esperamos que se mantenha e aumente cada vez mais. Comprometemo-nos a continuar a servi-los, respeitando os valores da verdade e da responsabilidade plasmados no primeiro editorial deste matutino, publicado a 15 de Abril de 1926. Certamente, são estes valores que mantém essa franja de leitores ligada ao nosso matutino. Por isso, continuaremos, como diz o nosso lema, comprometidos, acima de tudo, com os factos.

O 96.º aniversário assinala-se numa altura em que estamos a dar passos largos, gigantescos no inadiável caminho ao encontro de um novo tipo de leitor que nos prefere ler na versão digital. Os números de adesão são animadores. Estamos atentos a este leitor e, por isso, queremos acelerar esses passos na nossa viagem iniciada em 2006, com a criação do jornal digital e, mais tarde, o “Online”.

Mas, mesmo assim, para evitarmos chegar à fase do “Ananás”, continuamos também a inovar para manter o nosso produto físico cada vez mais atractivo, procurado e preferido pelos antigos e novos leitores, e a pensar também nos muitos públicos que vão surgindo e cada vez mais exigentes.

Dizíamos, no início, que, pelo seu significado, decidimos fazer também um olhar sobre a Sexta-feira Santa, esta que é uma das festividades mais importantes para o cristianismo, na medida em que relembra a crucificação, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Os cristãos entendem que a morte de Cristo foi um sacrifício voluntário com o propósito de salvar a humanidade dos seus pecados. Entendem ainda ser por meio desse sacrifício que a humanidade ganhou novas oportunidades, uma das quais é a dedicação à penitência para lembrar os 40 dias passados por Jesus no deserto e os sofrimentos que ele suportou na cruz.

Para os cristãos, a celebração da Páscoa serve igualmente para a remissão dos pecados, uma oportunidade para a paz e reconciliação entre os irmãos. Aliás, não é preciso ser-se cristão para saber perdoar. Todos nós precisamos de perdoar um ao outro, consolidar a união para melhor construirmos o nosso país. Precisamos, mais concretamente, de unir sinergias para fazermos face às ameaças terroristas no norte do país, uma guerra que não poupa vidas e nem infra-estruturas e que destrói na plenitude o tecido social. Precisamos de nos unir cada vez mais para enfrentarmos com coragem os efeitos causados pelas calamidades naturais que, de forma cíclica, têm fustigado o nosso país. Exemplos recentes são os ciclones tropicais Ana e Gombe, cujas marcas de destruição continuam frescas nas zonas centro e norte do país.

A Semana Santa para cristãos terminará no próximo Domingo da Páscoa, com a celebração da ressurreição de Cristo e a sua primeira aparição entre os seus discípulos.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
- Publicidade-spot_img

Destaques