O SECRETÁRIO-GERAL das Nações Unidas, António Guterres, defende celeridade na canalização dos apoios já confirmados pela comunidade internacional para a reconstrução das áreas devastadas pelos ciclones Idai e Kenneth.

Na Conferência Internacional de Doadores realizada em Maio na cidade da Beira, os parceiros prometeram 1.2 mil milhões de dólares dos 3.2 mil milhões necessários, mas os desembolsos ainda não começaram a ser feitos. 

António Guterres considera que disponibilizaros recursos a tempo é crucial para a recuperação do tecido social e económico nas regiões centro e norte.

Guterres falava ontem após ser recebido pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, no quadro da visita ao país.

Sublinhou que Moçambique tem autoridade moral irrefutável para exigir apoio internacional, por ser um dos países que menos contribuempara o aquecimento global mas que, paradoxalmente, sofre consequências severas das alterações climáticas.

As Nações Unidas accionaram um apoio humanitário avaliado em 282 milhões de dólares, valor que não foi alocado na sua totalidade, conforme disse o secretário-geral.

Na sua intervenção, o Presidente Nyusi enalteceu a intervenção atempada da ONU e dos países-membros nos dias que se seguiram aos ciclones Idai e Kenneth. Nesta acção, destacou que o compromisso pessoal do secretário-geral da ONU foi crucial para multiplicar a onda de solidariedade que afluiu ao país.

O dossierda paz foi um dos temas aflorados no contacto entre o Presidente da República e o secretário-geral da ONU.

Sobre o assunto, Nyusi afirmou que a expectativa é que,até à realização das eleições gerais de 15 de Outubro, não haja no país partidos armados, numa clara referência àRenamo.

Parte dos consensos rumo à paz definitiva foimaterializadacom a aprovação da nova lei de descentralização, cujo ensaio foram as eleições autárquicas realizadas ano passado.

Segundo o Presidente da República, o encontro com António Guterres serviuaindapara a troca de informação sobre a melhor forma de enfrentar os ataques de homens armados em vários distritos da província de Cabo Delgado. As partes concordam que a pacificação desta região do país passa por uma abordagem multilateral e combinada, uma vez que os atacantes são oriundos de vários pontos do país e de outras partes do mundo.

“Para além de ofensivas militares, equacionamos outras formas de solução que garantam estabilidade para que as pessoas se sintam incluídas no desenvolvimento do país”, destacou.

Ainda sobre esta questão, António Guterres garantiu o apoio da ONU que, através da unidade contra-terrorismo e prevenção de extremismo violento, predispõe-sea assistir as camadas jovens para que não sejam vítimas do radicalismo.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction