Imprimir
Categoria: Destaque
Visualizações: 429

AS relações de amizade e cooperação entre Moçambique e Cabo Verde podem ganhar mais dinâmica nos próximos tempos com o projectado incremento do intercâmbio nas áreas dacultura e turismo.

O assunto foi abordadoontem em Maputo, na audiência de cortesia que o Presidente da República, Filipe Nyusi, concedeu ao seu homólogo de Cabo Verde e Presidente em exercício da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Jorge Carlos Fonseca, que está em Maputo no âmbito da investidura do Chefe doEstado moçambicano para um segundo mandato de cinco anos.

À saída do encontro, Nyusi disse ser importante que Moçambique coopere com Cabo Verde por este ser “um país bastante avançado no domínio do turismo e de práticas de governação”.

“Há muita clareza sobre o que se pode fazer com Cabo Verde. Trabalharemos nesse sentido. Há muitos turistas europeus que vão a Cabo Verde que queremos acreditar que podem, também, ter Moçambique como destino preferencial, pois temos coisas que eles não têm e vice-versa. Vamos, igualmente, definir balizas sobre essa matéria e incluindo os vistos para os dois países-membros da CPLP”, explicou Nyusi.

Por sua vez, Jorge Carlos Fonseca, que vai visitar oficialmente Moçambique nos próximos meses a convite de Filipe Nyusi, disse esperar que os dois países venham a cooperar noutras áreas como transportes, agricultura, desporto e energias alternativas.

“Espero que em breve, numa visita de Estado, possamos ter coisas muito concretas que beneficiem os dois países e povos porque somos irmãos, com passado comum e culturas com matrizes idênticas”, disse.

Ainda ontem, o Chefe do Estado moçambicano recebeu em audiência o enviado especial do Primeiro-ministro do Japão, Asahiko Mihara, que no final manifestou disponibilidade do seu país para ajudar Moçambique “a atacar as raízes da violência em Cabo Delgado”, num altura em que se aproxima o início daexploração de gás natural naquela província. 

“Por iniciativa do nosso Primeiro-ministro (Shinzo Abe), dissemos ao Presidente Filipe Nyusi que estamos disponíveis para intensificar a ajuda ao desenvolvimento, principalmente no norte do país, onde se vive uma situação de insegurança”, disse Asahiko.

Ainda ontem, o Chefe do Estado recebeu, em audiências separadas, o Vice-presidente do Comité Permanente da Assembleia Nacional da República Popular da China, Cai Dafeng; o Vice-ministro dos Negócios Estrangeiros do Egipto, Hamd Sanad Loza.

Filipe Nyusi recebeu também em audiência o Secretário Parlamentar do Grupo do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Canadá, Rob Oliphant; o Secretário-geral designado da organização intercontinental África, Caraíbas e Pacífico (ACP), George Rebelo Chicote; o Presidente do Conselho Executivo da General Electric-Àfrica, Farid Fazoua; e o Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento, Akimwini Adesina.