Imprimir
Categoria: Maputo
Visualizações: 1779

Inicia amanhã, na 7ª Secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, o julgamento dos antigos gestores das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), acusados de desvio de pouco mais de 50 milhões de meticais.

Trata-se de António Pinto, ex-Presidente do Conselho Executivo da empresa, Hélder Fumo, ex-Administrador Financeiro, e Sheila Temporário, Directora-Geral da Executivo Moçambique que prestava serviços à LAM, que serão todos julgados pelo crime de peculato.