Imprimir
Categoria: Desporto
Visualizações: 1706

CHIQUINHO Conde era um homem bastante angustiado no final do jogo frente ao Desportivo no qual a sua equipa, Maxaquene, fora derrotada e viu-se eliminada da Taça de Moçambique muito precocemente.

O técnico quase que deixava cair lágrimas no “flash interview”, tendo atirado as culpas à arbitragem, por alegadamente ter prejudicado a sua equipa, embora não deixe de apontar o dedo aos seus pupilos.

“Não sei por que é que os árbitros acordam de manhã e vão apitar só para prejudicarem a quem trabalha. Em lances duvidosos sempre o árbitro decidiu contra nós, mesmo numa situação em que as normas recomendassem que fossemos nós os beneficiados. Isso enfurece-me e também aos adeptos, o que depois culmina com distúrbios. Parece-me que Chiquinho Conde não pode ganhar nada neste país, não sei o que fiz para estas pessoas, mas não me deixam ganhar”, disse bastante agastado.

 Acrescentou que “tenho sido o primeiro a dar os parabéns quando perco com mérito do adversário. Mas sou de opinião que se é penalte é para se apitar, mas hoje (sábado) não aconteceu isso”, vincou.