Imprimir
Categoria: Desporto Internacional
Visualizações: 1184

A SELECÇÃO Nacional de Basquetebol Sénior Feminina enfrenta hoje (21:00 horas) os Estados Unidos da América, campeãs do mundo, na segunda jornada do Torneio Pré-Olímpico que decorre desde quinta-feira em Belgrado, Sérvia.

Amanhã será a vez de enfrentar a Sérvia (18:00 h), sendo que um triunfo num dos jogos pode valer o apuramento para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. A verdade é que em ambos os jogos vencer é quase impossível.

DESFRUTEM O MOMENTO

Face ao valor das americanas, o que se pede às basquetistas nacionais é que desfrutem do momento, sem qualquer tipo de pressão. Pede-se que façam um bom jogo, apresentem-se desinibidas e que procurem deixar uma boa imagem, algo que não aconteceu na primeira ronda diante da Nigéria.

Seria injusto e irrealista dizer que Moçambique entrará no pavilhão Aleksandar Nikolic para procurar vencer a partida. É que mesmo tendo em conta que milagres acontecem, uma vitória seria algo de outra galáxia, dada a diferença abismal de valores. De um lado estará um grupo de jogadoras que sonham um dia jogarem na Liga Norte-America, a melhor do mundo, e do outro um leque de atletas que são as melhores nessa liga.

Uma coisa é certa, a despeito da diferença de ritmo competitivo, as “Samurais” estarão em campo com vontade de darem tudo de si, até porque uma exibição extraordinária de uma e outra jogadora pode valer um contrato para uma liga profissional.

Moçambique e Estados Unidos trazem da primeira jornada resultados diferentes. As moçambicanas perderam diante da Nigéria, por 81-55, enquanto as norte-americanas venceram a Sérvia, por 88-69.

No embate diante da Sérvia, a equipa nacional deposita esperanças de poder surpreender, uma tarefa que não se antevê nada fácil. Já no jogo diante das norte-americanas, as sérvias deixaram patente que têm um excelente conjunto. Será necessário que todas as jogadoras apareçam, casos de Anabela Cossa, Inguivild Mucauro, Odélia Mafanela, Deolinda Gimo e ainda Tamara Seda, sendo que à excepção de Leia Dongue, todas estiveram muito abaixo das suas capacidades.