Director: Lázaro Manhiça

A UNIÃO Europeia poderá apoiar, nos próximos tempos, a certificação através do sistema de indicações geográficas e denominações de origem, os produtos nacionais com um elevado potencial como foi com o “Cabrito de Tete”, com vista a permitir o aumento das exportações de Moçambique.

Trata-se de produtos, cujas características, qualidades e reputação derivam essencialmente da sua origem geográfica, como é o caso do chá de Guruè, o arroz perfumado da Zambézia, o piri-piri de Nhacoongo, a tangerina de Inhambane, a manga de Morrumbene, o ananás de Muxúnguè, o café da Gorongosa, o café do Ibo, a batata de Angónia, entre outros, que constituem uma rica variedade de Moçambique. Leia mais

Comments

UM total de 135 entidades, entre nacionais e estrangeiras, adquiriram até ao final da tarde da última sexta-feira os cadernos de encargos, no âmbito do programa de leilões lançados recentemente pelo Governo para a construção de uma central solar no distrito do Dondo, na província de Sofala.

Até ontem 12 dos concorrentes haviam manifestado o interesse de participar do concurso, cuja abertura das propostas foi feita ontem em Maputo.

Falando ao “Notícias”, Paulo Graça, Presidente da Autoridade Reguladora de Energia (ARENE), explicou que para a fase que se segue foi constituído um júri que deverá fazer a avaliação das propostas num período máximo de duas semanas. Leia mais

Comments

O GOVERNO do Reino Unido lançou, recentemente, o programa “Trade Forward Southern Africa”, uma iniciativa destinada a apoiar empresas pertencentes e dominadas por mulheres de Moçambique e dos países da União Aduaneira da África Austral (SACU).

O “Trade Forward Southern Africa”, avaliado em 8,9 milhões de libras, faz parte do Programa Global, de Comércio do Fundo de Prosperidade do Reino Unido e conecta a comunidade empresarial com as ferramentas certas para impulsionar o comércio dentro e fora da região, para além de facilitar o acesso a informações comerciais.

“O projecto também apoia as empresas para que se integrem às cadeias de valor regionais e globais e promove capacitação em matérias sobre requisitos de exportação. À medida que as que têm foco na mulher obtêm apoio para expandir os seus horizontes comerciais na região e internacionalmente”, refere um comunicado de imprensa a que o “Notícias”, teve acesso.

Nnenne Iwuji, alta comissária britânica para Moçambique é citada no comunicado a afirmar que a iniciativa tem um papel fundamental em apoiar as empresas a compreender melhor os novos termos de comércio ao abrigo do novo Acordo de Parceria Económica Reino Unido-SACU + Moçambique”.

“Garante que o sector privado e as autoridades alfandegárias e de facilitação do comércio tenham as informações e ferramentas que precisam para gerir os procedimentos de exportação e importação de maneira eficaz ”, disse.

Por seu turno, Sofia Cassimo, da Federação Nacional de Mulheres nos Negócios -FEMME, afirmou que o “Trade Forward Southern Africa é uma iniciativa primordial, uma vez que apoia o crescimento dos negócios de mulheres que se dedicam ao comércio, catalisando a melhoria da igualdade de género e inclusão das mulheres nas cadeias de valor regionais e internacionais”.

“Desta forma este programa irá estimular e proporcionar melhores oportunidades que sem dúvida irão alavancar a competitividade dos negócios e empresas das mulheres no comércio, conectando-as a nível regional e internacional com mercados onde elas pretendem mostrar o seu potencial”, frisou.

Ainda de acordo com o comunicado, os parceiros do Trade Forward Southern Africa também compartilharam informação sobre como as empresas e empreendedores de toda a região podem beneficiar do novo programa que está por vir.

“O Centro de Comércio e Informação online da TFSA apoia o desenvolvimento da comunidade empresarial da África Austral com acesso a informações e ferramentas mais recentes para iniciar ou aumentar suas exportações”, disse Mark Walter, director técnico do TFSA

Comments

A COMPANHIA de Sena, localizada na vila autárquica de Marromeu, em Sofala, garante ter reservado de cerca de 15 mil toneladas de açúcar para  abastecer o mercado interno e externo,durante o período do encerramentodapresente campanha de produção.

De acordo com o director administrativo daquela indústria, Luís Revés, da quantidade de açúcar disponível cerca de 40 por cento será exportada para Europa e Estados Unidos da América e os restantes 60 serão para oabastecimento das zonas Centro e Norte do país. Leia mais

Comments

O PRIMEIRO-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, esclareceu que a contratação de bens e serviços pelo Estado, em situações de emergência, visa responder de forma célere às urgências impostas pelos desastres naturais, incluindo a pandemia da Covid-19.

Falando nas considerações finais da sessão de perguntas ao Governo na Assembleia da República, Carlos Agostinho do Rosário disse que este é um regime excepcional que também deve respeitar sempre os requisitos fixados na lei. Leia mais

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction