Director: Júlio Manjate

O GOVERNO encoraja e incentiva o empreendedorismo como uma plataforma para o crescimento do empresariado nacional, útil para o desenvolvimento económico do país. O facto foi defendido recentemente pela Ministra do Trabalho, Victória Diogo, na abertura de uma conferência nacional sobre empreendedorismo.

Segundo Diogo, numa economia como a moçambicana são necessários muitos empreendedores que sejam capazes de abrir negócios para satisfazer as necessidades dos consumidores.

É neste quadro que estão a ser implementadas reformas com vista à melhoria do ambiente de negócios e a se criarem condições para o incentivo ao auto-emprego e surgimento de mais micro, pequenas e médias empresas.

A criação do Instituto de Promoção de Pequenas e Médias Empresas, segundo a fonte, veio dinamizar este processo, aliando-se às medidas de simplificação de procedimentos no licenciamento e na tributação de micro e pequenas empresas.

No âmbito da contratação pública, de acordo com a ministra, o Governo concede também facilidades às empresas de pequena dimensão nos negócios com Estado e aloca recursos financeiros aos vários fundos em diversos sectores de actividade, como por exemplo, o Fundo de Desenvolvimento Distrital, o Fundo de Apoio às Iniciativas Juvenis, o Pró-Jovem, promovendo, assim, maior acesso ao dinheiro aos que não têm possibilidade de obter crédito bancário.

Victória Diogo, disse ainda que diversas instituições de microcrédito estão a financiar e a assessorar cidadãos que apresentam uma ideia viável de negócio e que a pretendem materializar.

“Temos assistido, um pouco por todo o país, casos de sucesso em várias áreas do sector produtivo. Simultaneamente, estão em curso medidas activas de emprego no âmbito da implementação do Programa Quinquenal do Governo”, disse.

Até Setembro do corrente ano foram concedidos 4306 estágios pré-profissionais, formados 82.000 jovens nos institutos de emprego e formação profissional.

Estas e outras acções, na óptica da governante, têm contribuído para o incremento da empregabilidade dos jovens, tanto nas empresas, como no auto-emprego.

 “Sublinhamos que no mercado de trabalho, só tem maior empregabilidade aquele trabalhador ou candidato ao emprego que tiver capacidade de ser, para a sua profissão, empreendedor, pois, o mercado de trabalho procura pessoas capazes de agregar valor ao trabalho através da ousadia, criatividade e inovação, atributos estes que são de um empreendedor. As empresas para concorrerem no mercado precisam de trabalhadores que inovem, que empreendem e agreguem valor aos seus produtos, face à concorrência que existe no mercado”, indicou.

A Conferência Nacional de Empreendedorismo é uma iniciativa da Associação Nacional de Jovens Empresários e está enquadrada na Semana Global de Empreendedorismo, que se comemora um pouco por todo o mundo.

A conferência decorreu em simultâneo com a 3.ª Edição da Feira sobre Empreendedorismo, um momento ímpar para o debate de ideias e troca de experiências.

 

 

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction