PHC

Director: Lázaro Manhiça

ÁFRICA é a região que mais beneficiou das doações chinesas de vacinas contra a Covid-19, mas permanece em último lugar entre as regiões que utilizam inoculações desenvolvidas por farmacêuticas do país asiático, segundo uma consultora.

De acordo com os dados da Bridge Consulting, que tem sede em Beijing, a China forneceu vacinas a um total de 95 países, distribuídos por quatro regiões.

A Ásia - Pacífico recebeu o maior número de vacinas chinesas, compondo mais de metade das doses entregues pela China. América Latina e Europa surgem no segundo e terceiro lugar, respectivamente.

África surge em último lugar, mas, em contraste com as outras regiões, o número de vacinas doadas pela China a África supera o número de doses vendidas.

No conjunto, 33 países africanos, incluindo Moçambique,receberam vacinas doadas ou vendidas pela China, segundo a mesma fonte.

A China entregou já um total de 20 milhões de doses a África, de 44 milhões prometidas.

Como parte da Cooperação Sul-Sul, a China comprometeu-se, em Fevereiro passado a fornecer vacinas contra a Covid-19 ao continente africano.

Além dos acordos bilaterais com os países africanos, a China também tem entregado vacinas a África através da iniciativa Covax, promovida pela Organização Mundial da Saúde(OMS).

 

Comments

A CIMEIRA de Joe Biden e Vladimir Putin, ontem realizada em Genebra, Suíça, terminou mais cedo do que se previa.O Chefe do Estado russo avançou com alguns entendimentos entre as duas partes. O norte-americano salientou o tom “positivo” do encontro.

O Presidente russo, Vladimir Putin, considerou que o seu primeiro encontro com o homólogo norte-americano, Joe Biden, foi “construtivo”, tendo em pano de fundo as tensões bilaterais.

“Não houve qualquer animosidade”, sublinhou Putin em conferência de imprensa, admitindo, porém, que “em muitas questões as nossas avaliações divergem, mas as duas partes mostraram o desejo de se entender e de procurar formas de reconciliar posições”, acrescentou.

Putindestacou regresso dos embaixadores - que foram chamados aos seus paísesno início do ano - aos seus postos respectivos, um acordo para um diálogo em matéria de cibersegurança, bem como concordadoem iniciar consultas para substituir o último tratado remanescente (New Start) entre os dois países que limita as armas nucleares, que expira em 2026.

A primeira cimeira EUA-Rússia terminouos trabalhos mais cedo do que se previa.Biden e Putin estiveram reunidos menos de três horas, primeiro numa sessão menor, com os dois presidentes e os chefes da diplomacia, e depois numa outra com a participação das delegações dos dois países e que demorou 01.05 minutos.

Estava previsto que dois chefes de Estado, cuja reunião se previa demorar entre quatro e cinco horas, realizassemconferências de imprensa separadas antes de deixar Genebra.

No sua conferência de imprensa, Presidente norte-americano, indicou, por seu turno, que o tom da cimeira foi “positivo”, mas assegurou ter advertido contra qualquer interferência nas eleições estadunidenses.

“Disse claramente que não toleraremos tentativas de violação da nossa soberania democrática ou de desestabilização das nossas eleições democráticas, e que responderemos”, declarou Joe Biden.

O chefe da Casa Branca também indicou ter abordado questões relacionadas com os direitos humanos,e transmitiu a Putin a possibilidade de cooperação em “áreas de estabilidade estratégica”.

Comments

ISRAEL aumentou o nível de segurança e enviou mais de dois mil agentes para Jerusalém, perante a possibilidade de a marcha ultranacionalista israelita prevista para hoje (15) agravar a tensão com os palestinos.

Após a convocação da marcha israelita, o Hamas apelou a protestos palestinos em Jerusalém.

O Exército de Israel mobilizou baterias do sistema de defesa anti-aérea para se proteger do eventual lançamento de foguetes por parte das milícias palestinas em Gaza contra território israelita.

A última guerra entre israelitas e palestinos, em Maio, começou depois de uma marcha na zona oriental da Cidade Santa, para assinalar o Dia de Jerusalém por membros de grupos ortodoxos judeus.

O dia 10 de Maio ficou marcado pela violência, repressão policial e confrontos entre palestinos e agentes israelitas em Jerusalém Oriental e acabou por fazer escalar uma guerra entre Israel e movimentos palestinos que provocou 225 mortos em Gaza e 13 vítimas mortais em território de Israel.

A marcha de hoje deve começar por volta das 17:30h (15:30h em Moçambique) com grupos ultra-nacionalistas israelitas a desfilar no interior da Cidade Velha até ao Muro das Lamentações, principal local de culto do judaísmo.

Toda a zona da Porta de Damasco vai ser vedada para evitar contactos com os habitantes do bairro muçulmano.

Muitos palestinianos consideram uma "provocação" esta marcha dos ultra-nacionalistas israelitas que pretendem assinalar a anexação da cidade em 1967. LUSA

Comments

O PRESIDENTE sul-africano, Cyril Ramaphosa, anunciou ontem a colocação do seu ministro da Saúde, Zweli Mkhize, em “licença especial”, enquanto estão sob investigação alegados pagamentos multimilionários irregulares no âmbito de contratos ligados à Covid-19.

A Presidência da República sul-africana adiantou, em comunicado divulgado no sítio oficial de internet, que "este período de “ licença especial” permitirá ao ministro atender a denúncias e investigações relativas a contratos entre o Ministério da Saúde e um prestador de serviços, a Digital Vibes".

O comunicado refere que "a Unidade de Investigações Especiais [SIU, sigla em inglês] está a investigar o caso e o Presidente aguarda um relatório sobre o resultado dessa investigação".

A ministra do Turismo, Mmamoloko Kubayi-Ngubane, exercerá o cargo interinamente, adianta a nota.

Em 2 de Junho, numa comunicação ao Parlamento, o director do SIU, Andy Mothibi, referiu a Unidade estava a investigar cerca de 14,3 mil milhões de rands (65,3 mil milhões de meticais) em alegada corrupção pública no combate à Covid-19, que inclui familiares do ministro Mkhize, que é próximo do Presidente Ramaphosa.

A mais recente denúncia visa a empresa de relações públicas e comunicação Digital Vibes, que foi contratada pelo Ministério da Saúde para trabalhar na comunicação das políticas públicas relativas à Covid-19, desde Março de 2020.

A imprensa sul-africana revelou que o ex-porta-voz do ministro, Tahera Mather, e a sua assistente pessoal, Naadhira Mitha, teriam recebido irregularmente milhões de rands através de serviços de comunicação em torno da Covid-19, que, por sua vez, teria beneficiado financeiramente e materialmente também o filho de Mkhize.

Zweli Mkhize, antigo tesoureiro e membro da direcção nacional do Congresso Nacional Africano (ANC), é o mais recente governante sul-africano a enfrentar um escândalo de corrupção pública no país, depois de o partido no poder ter suspendido recentemente o seu secretário-geral, Ace Magashule, que enfrenta na justiça um caso de alegada fraude e corrupção de 255 milhões de rands(1,1 mil milhões de meticais).

A África do Sul contabiliza 1.699.849 casos e 57.063 mortes devido à Covid-19.- (LUSA)

Comments

O PRESIDENTE francês, Emmanuel Macron, foi esta terça-feira (08) agredido por um popular numa visita que está a efectuar à região do Drôme, no sudeste francês, e duas pessoas já foram detidas.

Num vídeo que circula nas redes sociais, o Presidente francês parece ser chamado pela população na região, dirigiu-se para cumprimentar várias pessoas e um dos presentes puxa-o e dá-lhe bofetada, sem que os serviços de protecção presidenciais tivessem tido tempo de intervir.

Emmanuel Macron iniciou na semana passada uma volta de dois meses a França para contactar a população, mas também para preparar o terreno para as presidenciais de 2022, nas quais nem todas as sondagens lhe são favoráveis. (LUSA)

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction