PHC

Director: Lázaro Manhiça

QUANDO vi Emmanuel Macron, Presidente da França, a ser esbofeteado por um homem no meio da multidão à qual o próprio Macron saudava efusivamente, lembrei-me das palavras de Dudú, meu amigo. Ele dizia que o mundo está a desabar. A bofetada que foi dada a um presidente inteiro, só pode significar isso mesmo: o mundo está a desabar!

Mas este episódio é apenas um pedaço de todo um conjunto de acontecimentos que nos fazem acreditar numa tragédia que está próxima. Não se dá bofetada a um presidente, ainda por cima em público, mas Macron foi submetido a essa humilhação. Porém, ele também já nos tinha humilhado num encontro recente, em que os presidentes africanos foram chamados à Paris para discutir problemas de África. E o juiz para tomar todas as decisões sobre o nosso rumo, foi ele mesmo, o Macron, e nós aceitamos.

O mundo dá muitas voltas, e no meio desta rotação do globo há sinais que vão acontecendo sem conseguirmos interpretá-los. Um deles é este, da bofetada na cara de Macron. Mas aqui mesmo, em Moçambique, nossa pátria amada, estão a ser anunciados projectos nos quais ninguém acredita. Continuamos a ser esbofeteados por promessas duvidosas. Ninguém acredita porque já nos prometeram muitas coisas cujos resultados até hoje não vimos, isso significa que já não temos confiança em nós mesmos, e se não temos confiança em nós mesmos, não temos confiança no futuro.

O Município de Maputo veio dizer-nos que dentro de algum tempo teremos transporte urbano com veículos pendurados nos postes a semelhança de grandes cidades mundiais como Tóquio, no Japão. Maputo sonha ser como Tóquio, e para muitos isso só pode provocar uma gargalhada. Ninguém acredita nisso. Já nos prometeram coisas muito mais simples e não fizeram. Agora, sobre essa loucura de transporte aéreo, há quem diga que o melhor é esperar para ver.

Maputo está uma lástima, em muitos sentidos, incluindo o sistema de transporte e saneamento do meio. Para mudar as coisas é preciso audácia por parte daqueles que foram colocados à frente. Porém, ao que parece, há muita corrupção a corroer o nosso sonho, o sonho de termos uma cidade civilizada e moderna. Aliás, o facto de continuarmos a ser conduzidos em carrinhas de caixa aberta, já por si só, significa um sinal bastante preocupante. Estamos muito atrasados, com tendência a regredirmos cada vez mais.

Um dia, Gabriel Jr., apresentador da TV Sucesso, perguntou ao Azagaia porquê que ele andava vestido a militar e ele respondeu nos seguintes termos: “estamos em guerra!” Como se fosse normal vivermos em guerra.

As grandes potências, nomeadamente a China, a Rússia e os Estados Unidos da América, dormem com o dedo no gatilho. Os generais franceses já avisaram que a França caminha para uma guerra civil. Então, todos estes acontecimentos significam alguma coisa. Podem querer dizer, isso sim, que o mundo está a desabar. Ou estamos a espera de outros sinais mais pesados!?

A luta continua!

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction