Director: Lázaro Manhiça

Limpopo: Suicídio para quê, meu Deus?! - César Langa (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.)

 

DIZ a bíblia que não compete ao Homem saber dos prazos ou dos tempos que Deus estabeleceu para o seu reino. Isto equivale dizer que nenhum ser humano sabe, ou deve saber do dia da sua morte, nem da morte do outro. Não é, e nem deve ser da competência de ninguém matar alguém ou tirar a sua própria vida.  

Alguns supostos evangelistas têm falado do fim do mundo, em algumas igrejas que têm aparecido em grandes quantidades, nos dias que correm. No passado, até se tentou estabelecer o ano 2000 como o do fim do mundo, ignorando esta passagem bíblica, que pode ser lida no livro de Actos dos Apóstolos 1, no seu versículo 7, que diz “Não compete a vocês saber os tempos ou as datas que o Pai estabeleceu pela sua própria autoridade”.

Infelizmente, há muita gente tirando vidas a pessoas, como se as enfermidades que assolam as sociedades fizessem pouco. Hoje temos o Covid-19 que veio se juntar ao sida, à malária, à cólera, às diabetes, à tuberculose e muitas outras doenças. Há pessoas que estabelecem as datas para as suas próprias vidas, como se a regra divina já não servisse.

Uma das formas encontradas, aqui na província de Gaza, em nome de solução, quando, na verdade, se trata de um grande problema é o suicídio, com os distritos de Chongoene e Limpopo a colocarem-se na dianteira, em número de casos. O fenómeno toma proporções alarmantes quando chega a envolver menores de idade.

Está a começar a ser frequente se ouvir que um menor de 12 anos pôs termo à própria vida, porque a mãe ou a madrasta lhe mandou lavar a loiça. Casos há em que jovens optam pelo suicídio, por terem sido abandonados pelo parceiro, ou vice-versa, entre outras razões, na sua maioria passionais.

Os jovens também aparecem a engrossar o número dos que pensam que a vida é eterna e não preferem esperar pela data estabelecida pelo Senhor. Devido a fraquezas mentais, ou défice de habilidade intelectual para resolver seus problemas, colocam a corda aos respectivos pescoços e pensam que estão a entregar a alma ao Criador. Pura mentira! Para casos de idosos, da faixa etária dos 70 anos, a vulnerabilidade emocional tem resultado da falta de recursos financeiros, ou pela incapacidade de prosseguir com a vida em situações de perda de cônjuge.

Seja qual for a situação, em nenhum momento se pode encontrar alguma razão para enveredar por esta cobardia. Na dificuldade de se recorrer a psicólogo, principalmente nas zonas rurais, existem personalidades, ao nível das famílias, a quem se pode buscar conselhos e alternativas, em busca de soluções que não passem pela morte antes do tempo estabelecido por Ele. Até porque a certeza absoluta que se pode ter, neste mundo, é que dia iremos morrer. Para quê antecipar esta verdade? Vamos lá jogar limpo(po).

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction