Director: Lázaro Manhiça

Histórias e Reflexoes: (In)consciência de mãe! - Eliseu Bento

ESTA semana, no Bairro da Munhava, cidade da Beira, uma menina de 14 anos vai ao posto de saúde local onde decorre o processo de vacinação contra a poliomielite, o sarampo e a suplementação da vitamina “A”, precisamente para tomar um desses medicamentos. Nada de novo, até aqui.

Tudo vai mudar de feição, porém, quando a petiz afinal leva consigo o seu bebezinho de alguns meses.

Ou seja, conscientemente, a menina decidiu observar as devidas precauções para preservar a sua saúde, mas não se coibiu de exercer o seu dever de progenitora.

O episódio foi-me contado meio a brincar, ao longo do último fim-de-semana, e cativou logo a minha atenção e curiosidade porque, de facto, não é todos os dias que uma menininha leva o seu bebezinho para as duas tomarem uma vacina num local tão público como o é o Centro de Saúde da Munhava!

Optei então por partilhar a história com os eventuais leitores deste modesto espaço. Quem sabe sirva de exemplo a muitas outras mães menores por este país adentro!

Para já a minha heroína do dia, “mãe Sub-14”, merece todos e mais alguns aplausos pela sua dupla consciência.

De facto, repito, não é de modo algum fácil assim uma pessoa, nesta idade, ter coragem de enfrentar os olhares discretos e indiscretos de muito boa gente para ir realizar um acto tão nobre como aquele. 

No entanto, e como se pode depreender, este artigo vem claramente a destempo, tanto que esta semana não aconteceu qualquer campanha de vacinação contra a poliomielite, sarampo e a suplementação da vitamina “A” no nosso país.

Trata-se, pois, de uma prosa por mim urdida há já alguns anos à volta de um episódio que realmente sucedeu precisamente nos termos em que está aqui relatado.

Recordei-me dele quando nos últimos dias foi tornado público na cidade da Beira o caso de uma mamã, certamente não “catorzinha”, que pura e simplesmente se “pôs ao fresco” com o seu bebé de sete meses após este testar positivo para a Covid-19.

Até ao momento em que “coso estas linhas”, pouco depois do encontro semanal das segundas-feiras do Comité Operativo de Emergência de Saúde Pública em Sofala, a endiabrada mamã ainda se encontra literalmente foragida.

No princípio as autoridades davam conta que ela tinha apenas mudado de residência, mais tarde, entretanto, deram a conhecer que afinal não somente sumiu como chegou ao extremo de prestar falsas declarações sobre a sua real morada.

Resultado: poderá haver uma testagem massiva de outros cidadãos no local onde residia, com toda a envolvência humana e de recursos técnicos que esse exercício implica. Simplesmente triste.

Mais triste ainda porque a mamã nem sequer está a permitir que o seu inocente bebé receba a assistência que tanto precisa, para não falar dela própria nem dos seus eventuais contactos.

Que razões moverão esta mamã a enveredar por este caminho apenas o tempo, na sua “proverbial sabedoria”, nos vai dizer.

E enquanto isso não acontece só podemos ir especulando em torno da sua (in)consciência, bem na contramão da “Sub-14” heroína desta história!

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction