Director: Lazaro Manhiça

O CENTRO IV Congresso, que durante muito tempo acolheu combatentes com deficiência física, encerrou oficialmente ontem na cidade da Matola, numa cerimónia testemunhada pelo Ministro dos Combatentes, Eusébio Lambo Gondiwa, que se encontra de visita de trabalho a alguns distritos da província de Maputo.

O centro foi baptizado, em 1984, com o nome IV Congresso pelo falecido Presidente Samora Machel, depois de servir, durante muitos anos, como local de acomodação de mutilados de guerra. Viveram neste centro combatentes da luta de libertação nacional e da defesa da soberania oriundos de Nampula, Beira e Maputo, numa altura em que não havia programas específicos orientados para assistência aos combatentes com deficiência.

Em 1992, com a assinatura do Acordo Geral de Paz (AGP) em Roma e com a posterior implementação do programa de desmobilização para as forças governamentais e da Renamo, os combatentes com deficiência que viviam naquele centro também foram abrangidos pelo programa e regressaram às suas origens.

Não tendo sido acolhidos com carinho pelos seus familiares, a maioria daqueles combatentes optou por regressar ao Centro IV Congresso onde enfrentaram dificuldades de vária índole, alguns dos quais se dedicaram à venda de droga para poderem sobreviver, pois não tinham pensão fixada pelas entidades competentes.

Neste processo, alguns combatentes com deficiência conseguiram construir as suas casas. Num esforço inserido no Programa Quinquenal do Governo, o Ministério dos Combatentes conseguiu concluir a construção de 19 casas para aqueles que ainda não têm habitação própria, sendo que outras 27 deverão ser concluídas entre Maio e Junho próximos.

O centro foi transformado em um centro regional de formação dos deficientes militares e seus descendentes. Comporta uma oficina geral, um estaleiro de produção e venda de blocos para construção e um aviário.

Numa mensagem lida na ocasião, a Associação dos Deficientes Militares e Paramilitares (ADEMIMO) agradeceu a visita do ministro dos Combatentes àquele centro e considerou bem-vindo o Fundo da Paz e Reconciliação Nacional.

Na mensagem, os combatentes com deficiência apelaram ao Governo para que, com muita paciência, se evidencie nos esforços visando a manutenção da paz e reconciliação nacional.

“CHORO” DOS COMBATENTES COM LIMITE

Numa intervenção feita na circunstância, Eusébio Lambo Gondiwa afirmou que o “choro” dos combatentes tem limite, numa alusão aos esforços que o Governo está a empreender para, paulatinamente, resolver em definitivo as suas aflições, entre as quais habitação.

Disse que a vontade do Governo é ver o combatente a levar uma vida melhor, ter uma casa condigna, assistência médica e medicamentosa, transporte, incluindo viajar nas Linhas Aéreas de Moçambique, entre outros benefícios, mas as condições do país muitas vezes não permitem a concretização dessa vontade com a rapidez exigida.

Referiu-se ao projecto de construção de 15 mil casas para os combatentes em todo o país, cuja primeira pedra foi lançada a 21 de Março último no Dondo, província de Sofala, afirmando que se trata dum passo gigantesco para a satisfação das necessidades daquela camada.

Elogiou a ADEMIMO pelo excelente nível de organização que demonstra um pouco por todo o país, ao conseguir que os seus associados não tenham a fama eterna de pessoas sem disciplina.

Eusébio Gondiwa disse que no passado havia “guerra” entre as autoridades municipais da Matola e os combatentes com deficiência, por causa de terrenos para construção, mas hoje a situação já foi ultrapassada.

Neste momento, afirmou, decorre a nível do ministério um trabalho visando resolver o problema daqueles que ainda não têm a sua pensão fixada. Neste processo, apelou Eusébio Lambo, os combatentes com direito não devem tentar “furar o esquema” por meio de “padrinhos”.

Hoje, o ministro trabalha no distrito de Boane e amanhã em Marracuene.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction