Imprimir
Categoria: Política
Visualizações: 1118

O Presidente do MPLA, João Lourenço, manifesta a sua consternação pelo falecimento de Marcelino dos Santos, co-fundador da Frelimo, ocorrido terça-feira última, vítima de doença, em Maputo.

Em nota de condolências, o líder do MPLA considera Marcelino dos Santos um destacado nacionalista e combatente da luta de libertação nacional de Moçambique.

Na mensagem endereçada à Frelimo e à família, João Lourenço destaca o facto de o político moçambicano, que faleceu aos 90 anos, ter dedicado a sua vida à defesa dos ideais da liberdade, independência, democracia e do progresso social do seu país e de África.

O seu desaparecimento físico, prossegue a nota, a que a Angop teve acesso, constitui uma perda irreparável e deixa um enorme vazio no seio dos combatentes da liberdade, da sociedade moçambicana e do continente.

“Pelo infausto acontecimento”, acrescenta, a direcção do MPLA, os seus militantes e simpatizantes inclinam-se perante a memória de Marcelino dos Santos e exprimem as “mais sentidas condolências”.