Director: Júlio Manjate

Politica

 O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, assegura que os membros do novo Governo estão cientes dos desafios que têm pela frente e prontos para dignificar a ...

Segunda, 20 Janeiro 2020
Leia +

Nacional

A chuva intensa que cai no distrito de Murrupula, província de Nampula, está a causar a destruição das vias de acesso, condicionando a circulação ...

Segunda, 20 Janeiro 2020
Leia +

Desporto

A SELECÇÃO Nacional de futebol tem um novo calendário da campanha de qualificação para o CAN-2021, nos Camarões, na sequência da ...

Sexta, 17 Janeiro 2020
Leia +

Maputo

O Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), na província de Maputo, assegura que prossegue a investigação do caso do rapto de Shelton Lalgy, filho ...

Segunda, 20 Janeiro 2020
Leia +
Pub
SN

Economia

O processo judicial que Moçambique apresentou em Londres contra o Credit Suisse pretende anular a dívida de 622 milhões de dólares da ProIndicus e requer uma ...

Segunda, 20 Janeiro 2020
Leia +

Tecnologias

Gerar evidências científicas que contribuam para melhorar a saúde dos moçambicanos é o objectivo do lançamento da primeira chamada para financiamento de ...

Domingo, 19 Janeiro 2020
Leia +

O CENTRO Cultural Brasil-Moçambique (CCBM) acolheu ontem um sarau cultural em homenagem a escritora e cantora brasileira, Madú Costa, que se encontra de visita a Moçambique.

O evento contou com uma massiva participação do público jovem e, o acto de abertura contou com honrada presença do Director do Centro Cultural Brasil-Moçambique Leandro Estrela que no seu discurso, enalteceu a  figura dessa personalidade de Belo Horizonte que foi representar os brasileiros no Festival Nacional da Cultura em Inhambane.

A homenagem à Madú foi ainda pretexto para juntar vários jovens amantes da literatura, tendo de forma animada cantado, declamado, tocado guitarra e ainda apresentado um "sketch" de teatro, uma produção à cargo do Movimento Literário Kuphaluxa.

Madu Costa foi palestrante, semana passada, no VIII Festival Nacional da Cultura em Inhambane, num tema sobre a democracia racial no Brasil, e a afirmação do negro através da literatura.

Em Maputo, a escritora participou de rodas informais de conversas, com particular destaque para a escritora moçambicana Fátima Langa, que também escreve sobre literatura infanto-juvenil.

Ainda no quadro da sua estadia em Maputo, Madú Costa efectuou quarta-feira uma visita à Casa-Museu do poeta José Craveirinha, localizada no Bairro da Mafalala. As honras da casa foram feitas por Zeca Craveirinha, filho do escritor, que à boa maneira moçambicana, ofereceu brindes constituídos por livros e discos do poeta-maior moçambicano, Prémio Camões.

No interior da Casa-Museu, a contadora de histórias recebeu explicações sobre o lugar e o percurso épico do “poeta de vaticínios infalíveis”. A escritora não só viu memórias e o legado artístico deixado por “Zé”, como leu versos do autor de “Karingana wa Karingana” e ainda cantou de forma esporádica algumas canções ligadas aos grandes poetas brasileiros, caso de João Ubaldo Ribeiro que Craveirinha conheceu pessoalmente.

Na longa conversa mantida com a escritora, Zeca Craveirinha emocionou Madú Costa ao caracterizar o perfil dos seus progenitores, especialmente da sua mãe, Maria que inspirou Craveirinha a lavrar um dos poemas mais importantes da sua vasta obra.

Madú Costa já esteve com estudantes da língua Russa, na sede da Associação de Amizade e Solidariedade com os Povos (AMASP), na Universidade Eduardo Mondlane, da Escola de Jornalismo.

Efectuou uma visita de cortesia ao Centro Cultural Brasil - Moçambique, onde foi recebida pelo respectivo director,Leandro Estrela e ainda com os concorrentes do concurso televisivo Desafio Total, onde estiveram presentes os professores Ildo Ferreira e Júlio Silva.

A homenagem no Centro Cultural Brasil-Moçambique, segundo os participantes, foi uma noite de exaltação das artes e uma demonstração do carinho e amizade para com essa mulher afro-brasileira que diz amar Moçambique e quer em breve voltar.

A homenageada regressou à sua terra, Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

Madú Costa para além de escritora é pedagoga, contadora de histórias e cantora. Da sua obra contam-se “Meninas Negras”, “A Janta da Anta”,“Embolando Palavras”, “Koumba e o Tambor Diambê”, “Cardaços desamarrados”, “Zumbi dos Palmares”, ‘Caixa de surpresa”, “Lapis de cor”, obras chanceladas pelas editoras “Mazza” e “Nandyala”.

 

FOTOS DE ALBINO MOISÉS

 

 

 

 

 

 

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction