Director: Júlio Manjate

A ADMINISTRAÇÃO Nacional de Estradas (ANE), em Inhambane, encaixou no ano passado, 4.845.300 milhões de meticais, resultantes de pagamento de multas a vários automobilistas por excesso de carga ao longo da Estrada Nacional Número um (EN1).

Estas irregularidades foram detectadas por equipas de fiscalização responsáveis por verificar as viaturas de carga nas básculas de Inharrime e Save.

Segundo o balanço preliminar da ANE, no período em alusão, apresentado na última sessão do conselho provincial de estradas realizado em Dezembro passado, as multas resultaram da fiscalização de 30.828 viaturas que passaram pelas básculas de Inharrime e Save, das quais 626 culminaram em penalização por excesso de carga.

Foram igualmente, pesadas 88 viaturas, das quais 48 detectadas com excesso de carga e posterior baldeamento em três operações com báscula móvel na margem norte do rio Save, na província de Sofala.

Ainda no período em alusão, o documento que temos vindo a citar, indica que a ANE realizou, no capítulo de segurança rodoviária, para além da fiscalização de carga, várias outras acções com vista a garantir a segurança, como a colocação de sinais e montagem de câmaras e ainda a protecção das áreas de reserva de estradas.

Com efeito, foram implantados 11 novos sinais verticais de direccionamento às localidades e cidades, nos entroncamentos das estradas EN1 e EN5 em Agostinho Neto, Mutamba e Lindela e recolocação de 22 sinais vandalizados na EN1 no troço Inharrime-Zandamela e a colocação de sistemas de câmaras, CCTV, nas básculas de Inharrime e Save para melhorar o controlo e a gestão de cargas assim como assegurar a redução de práticas ilícitas.

Durante ano passado, a ANE notificou 22 ocupantes ilegais de áreas de reserva da estrada, dos quais oito viram as suas obras com mandado de embargo e demolição.

Para o alcance do sucesso neste quadro, ANE, vai continuar com as acções de sensibilização da população e instituições do Estado para evitar a ocupação ilegal de zonas de protecção parcial e da vandalização de sinais rodoviários bem como a implementação efectiva do Decreto n.o 109/2014, de 31 de Dezembro, que regula o uso de estradas e suas zonas de protecção.

FÉLIX DALELANE, (colaboração)

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction