Director: Lázaro Manhiça

ESTIGMA e discriminação estão a minar os esforços das autoridades moçambicanas no combate a várias doenças que afectam o país e o mundo, como é o caso da Covid-19.

A afirmação é do Ministro da Saúde, Armindo Tiago, que falava, semana passada, em Nampula, durante o lançamento da campanha de comunicação para intensificação da prevenção da Covid-19 e eliminação do estigma e discriminação em Moçambique.

O titular da pasta da Saúde disse ser crucial a participação dos líderes religiosos e comunitários, secretários dos bairros, chefes dos mercados e de família, por serem parceiros importantes para o sucesso da campanha.

“Entendemos que, pelo quadro epidemiológico, a nossa jornada será longa e, como a pandemia vai ficar muito tempo, a nossa única opção é irmos juntos”, afirmou, segundo a AIM.

Tiago recordou que, actualmente, a Covid-19 ocorre em todas as províncias do país e que, há cerca de quatro semanas, a cidade de Nampula transitou para a fase de transmissão comunitária, ao que se seguiu a cidade de Pemba, em Cabo Delgado.

O governante indicou que a cidade e província de Maputo têm estado a registar um crescimento substancial da pandemia, colocando-se, assim, na iminência de transição para a fase de transmissão comunitária.

“Ao quadro epidemiológico que se nos apresenta, assistimos, com muita preocupação, a ocorrência do estigma e discriminação contra as pessoas infectadas e afectadas pela Covid-19. Estes fenómenos sociais, manifestamente negativos, não só prejudicam as pessoas infectadas e afectadas, mas também colocam em risco todos os esforços da sociedade, com vista ao controlo e combate a pandemia da Covid-19”, afirmou.

O ministro disse estar preocupado com este tipo de comportamento. “Vemos, com preocupação, o aumento de casos da Covid-19 e com tristeza situações em que indivíduos diagnosticados sofrem duplamente da dor de terem a doença e em consequência dos nossos actos de discriminação”, afirmou.

Segundo o governante, é na expectativa de eliminar o duplo peso nas pessoas com a Covid-19 que o Governo decidiu lançar a campanha denominada “Está Nas Nossas Mãos”, para ajudar a combater a discriminação, estigma e, eventualmente, contribuir para um melhor controlo e prevenção da doença.

Anotou que a discriminação e estigma estendem-se aos que sofrem de outras doenças, como o HIV/Sida, tuberculose, entre outras.

“Queremos, com a campanha, evitar o pânico, rumores e alarme social, sem necessidade. O estigma não só está na Covid-19, mas também noutras doenças como HIV/Sida e tuberculose”, ajuntou.

Disse que a campanha visa reforçar a responsabilidade individual e colectiva na prevenção da Covid-19, intensificar as mensagens para a sua mitigação a nível da comunidade e evitar a sobrecarga do sistema de saúde.

O lançamento da campanha foi testemunhado pelo Secretário de Estado e pelo governador de Nampula, Mety Gondola e Manuel Rodrigues, respectivamente, líderes comunitários, religiosos, quadros do Ministério da Saúde, entre outros participantes.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction